Determinação de Gordura Corporal em Handebolistas Femininos

Por: Cândido Simões Pires Neto.

Kinesis - v.1 - n.2 - 1985

Send to Kindle


Resumo

ESTE estudo objetivou identificar os percentuais de gordu­ra CORPORAL ENTRE EQUIPES, POSIÇOES ATUANTES E GRUPOS ETÁRIOS DE HANDEBOLISTAS FEMININAS. Os DADOS FORAM COLETADOS DE 44 ATLETAS PAR TiciPANTES da 1! TAÇA BRASIL JUVENIL DE HANDEBOL. A densidade cor­poral FOI DETERMINADA ATRAVÉS DA EQUAÇÃO DE JACKSON, POLLOCK E WARD (1980). 0 PERCENTUAL DE GORDURA FOI CALCULADO PELA EQUAÇÃO DE BRO- ZEK (1963). Os DADOS FORAM TRATADOS PELA ANALISE DE VARIANCIA (ONE way) e de DUNCAN. Entre equipes a mais jovem foi a de Novo Hambur- go/RS (p< 0.05). Nas posições, as armadoras e goleiras possuíam , NESTA ORDEM, MAIOR ESTATURA QUE AS EXTREMAS (P< 0.05). A DOBRA SU~ PRA-ILÍACA FOI DEFERENTE (P< 0.05) ENTRE AS 4 EQUIPES, 0 % DE GOR­DURA CORPORAL NÃO VARIOU SIGNIFICATIVAMENTE (P> 0.05) ENTRE EQUIPES, POSIÇÕES ATUANTES E GRUPOS ETÁRIOS, 0 PERCENTUAL MEDIO DE GORDURA DESTAS 44 HANDEBOLISTAS FOI 19,91 + 3.5%, PODE-SE SUGEIR QUE ESTE lSEJAM CARACTERÍSTICO'PARA HANDEBOLISTAS DO SEXO FEMININO. ESTA SUGESTÃO FUNDAMENTA-SE A PARTIR DAS DIFERENTES REGIÕES DE PROCEDÊN­CIA DESTAS ATLETAS.

Endereço: https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/8608

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.