Determinação do Número Adequado de Repetições Para a Avaliação da Virada no Nado Livre

Por: Elinai dos Santos Freitas, Gabriel Fernandes Jacomel, Graziela Aveline Silveira, Gustavo Ricardo Schutz, Helio Roesler e Luciana Gassenferth Araujo.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.32 - n.4 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O estudo propõe um procedimento para coletas de dados da virada no nado livre (número de execuções). Onze nadadores executaram 8 viradas cada um. Analisou-se as variáveis Pico de Força normalizado (PFn), Tempo de Contato (TC), Impulso (Imp) e Tempo de Virada em 10 metros (TV10m). A estabilidade visual quanto ao número de execuções foi verificada pelo cálculo do coeficiente de variação acumulado que apresentou curvas com variações discretas. Foi verificado se ocorria diferença entre as médias acumuladas usando a análise de variância (ANOVA) entre os diferentes agrupamentos. Não houve diferenças significativas. Para confirmar o número mínimo de repetições, confrontou-se os dados pelo teste de U de Mann-Whitney. Não houve diferenças significativas. Observou-se que três execuções válidas são o suficiente para avaliar o desempenho na virada.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/522

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.