Determinação do Procedimento Para Coleta de Dados Biomecânicos da Saída no Nado Crawl

Por: Marcel Hubert.

2005

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo determinar um procedimento para se realizar avaliações das saídas na natação, através de medições biomecânicas.Participaram deste estudo 4 nadadores de níveis estadual e nacional, integrantes da equipe de natação do Clube Doze de Agosto, Florianópolis, SC. Os dados foram coletados na piscina do clube Doze de Agosto e tratados no Laboratório de Biomecânica Aquática do Centro de Educação Física, Fisioterapia e Desportos - CEFID/UDESC. Para a coleta de dados foi utilizada uma plataforma de força subaquática fixada sobre um suporte simulando o bloco de partida, posicionada na borda contrária a dos blocos da piscina. Simultaneamente, foram utilizadas duas câmeras de vídeo posicionadas dentro e fora da piscina, de forma que proporcionassem uma visão lateral e superior do bloco de partida e da piscina, até uma distância de 15m (distância máxima permitida pelas regras para que o nadador permaneça submerso). Um emissor de sinal luminoso (LED) ligado a um sincronizador de sinais foi enquadrado no campo de imagem de todas as câmeras e o sinal de partida foi dado seguindo procedimentos oficiais de partida de uma prova de nado Livre. Os dados obtidos por dinamometria foram pós-processados pelo sistema SAD-32. Para a cinemetria foram utilizados os softwares de edição de imagens InterVideo WinProducer 3 e CorelDRAW. Para a caracterização dos dados foi utilizada a estatística descritiva e para a verificação da relação entre as variáveis e a performance foi utilizada a correlação de Pearson (α=0,05). Verificou-se que as variáveis: ângulo de entrada, distância de vôo e tempo em 5 m têm relação com a performance na saída nas três distâncias testadas, já as variáveis pico máximo de força vertical e tempo em 10 m têm relação com a performance apenas nas distâncias de 15 m e de início do nado. As variáveis: pico máximo de força horizontal, força resultante, ângulo de saída, distância de início de nado e tempo submerso têm relação somente com o tempo de início de nado. O tempo de bloco tem relação com o tempo em 15 m e o tempo de início de nado com o tempo em 10 m. Das variáveis testadas somente para o tempo de vôo não foi encontrada correlação. A distância determinada como mais adequada para obtenção do tempo de performance foi 10 metros. O número mínimo e suficiente de execuções encontrado para analise das saídas foi de três.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.