Determinação da Sobrecarga de Trabalho em Exercícios de Musculação Através da Percepção Subjetiva de Esforço de Mulheres Idosas - Estudo Piloto

Por: , V. Raso e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.8 - n.1 - 2000

Send to Kindle


Resumo

Este estudo piloto teve como objetivo verificar a validade da percepção subjetiva de esforço (PSE) como parâmetro para a determinação da sobrecarga de trabalho (SC) em exercícios de musculação para mulheres idosas. A amostra foi constituída por 10 mulheres na faixa etária de 59 a 84 anos (x: 65,10 + 7,65 anos). A SC para desempenhar o exercício foi determinada aleatoriamente e o sujeito realizava três séries de dez repetições (ao final o sujeito era obrigado apontar a PSE); a PSE foi considerada através de uma escala arbitrária de 0 a 10; o teste de uma repetição máxima (1-RM) foi realizado no dia seguinte à determinação da SC através da PSE; e posteriormente, foi calculada a porcentagem de 1-RM (%1-RM) baseada no escore da PSE. Foram verificadas diferenças estatisticamente significativas entre a SC e a %1-RM para os membros superiores e inferiores (p<0,05). Houve correlação moderada e significativa (Pearson [SC x %1-RM]) no exercício “leg press” 45º (r=0,62: p<0,01), mas não para o supino reto (r=0,34). Embora os valores absolutos tenham sido estatisticamente diferentes, os valores sugerem que a PSE apresenta maior associação na determinação da SC para os membros inferiores que superiores. Entretanto, a continuidade do projeto é relevante e outros estudos são necessários para validar a escala proposta. Palavras-chaves: Percepção subjetiva de esforço, Força muscular, Envelhecimento.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.