Diabetes Autorreferido em Idosos: Comparação das Prevalências e Medidas de Controle

Por: Chester Luiz Galvão César, Maria Cecilia Goi Porto Alves, Marilisa Berti de Azevedo Barros, Moisés Goldbaum, Neuber José Segri, Sheila Rizzato Stopa e Vanessa Martins Valente Guimarães.

Revista de Saúde Pública - v.48 - n.4 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar a prevalência de diabetes em idosos e as medidas de controle adotadas.Foram analisados dados de idosos diabéticos participantes dos Inquéritos de Saúde no Município de São Paulo, SP, ISA-Capital, 2003 e 2008, estudos de base transversal. Compararam-se as prevalências e seus intervalos de confiança entre os dois anos de estudo, segundo variáveis sociodemográficas. Realizou-se a junção dos bancos de dados quando ocorreu sobreposição dos intervalos de confiança. Realizou-se teste Qui-quadrado com nível de significância de 5% e o Qui-quadrado de Pearson (Rao-Scott). Variáveis sem sobreposições entre os intervalos de confiança não foram testadas.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102014000400554&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.