Dialogando com o Corpo e os Símbolos na Festa Junina: Reflexões Para a Educação Física

Por: Eloyse Emmanuelle Rocha Braz Benjamim, Francisco Vinícius Ferreira Gomes, José Jefferson Gomes Eufrásio e .

Conexões - v.16 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Neste artigo discute-se sobre o corpo, a festa junina e seus símbolos, buscando tecer reflexões e contribuições para a Educação Física. Destacamos os corpos como junino como aqueles que se interligam ao ciclo junino e que se envolvem nas relações com outros corpos, um corpo que dança a quadrilha junina e que dá significados aos elementos simbólicos presentes na festa. Conclui-se que esta pesquisa poderá apontar horizontes contemplativos sobre a relação do corpo nas festas juninas, ao mesmo tempo poderá potencializar os discursos sobre o corpo e suas compreensões epistemológicas, educativas e estéticas na Educação Física.

Referências

AMARAL, Rita. Festa à Brasileira: sentidos do festejar no país que “não é sério”. eBooksBrasil.com, 2001. Versão para ebook. Disponível em: http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/festas.html. Acesso em: 22 nov. 2016.

BAUMAN, Claudiana; Donato; CARVALHO, Janice Guimarães. Técnica e expressividade: análise fenomenológica do corpo na dança. Motricidade, v. 1, n. 1, dez. 2005.

CASTRO JÚNIOR, Luís Vitor. Festa e Corpo: as expressões artísticas e culturais nas festas populares baianas. Salvador: EDUFBA, 2014.

CASTRO JÚNIOR, Luís Vitor; GUSMÃO, Milene Mabel Santos. Os corpos dançantes e brincantes no terno da Alvorada na Festa Dájuda. In: CASTRO JÚNIOR, Luís Vitor. Festa e Corpo: as expressões artísticas e culturais nas festas populares baianas. Salvador: EDUFBA, 2014. p. 141-166.

CHEVALIER, Jean. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

CHIANCA, Luciana de Oliveira. A festa do interior: São João, migração e nostalgia em Natal no século XX. Natal: EDUFRN, 2006.

PERDIGÃO, João Gabriel de Lima; LEÃO, André Luiz Maranhão de Souza. Dos costumes ao espetáculo: a transformação da festa junina campinense em “o maior São João do mundo”. Caderno Virtual de Turismo, v. 15, n. 1, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12083.

ELIADE, Mircea. Imagens e Símbolos: ensaio sobre o simbolismo mágico-religioso. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano: a essência das religiões. Tradução Rogério Fernandes. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

LANGER, Susanne Katherina. Sentimento e forma: uma teoria da arte desenvolvida a partir de filosofia em nova chave. Tradução Ana M. Goldberger Coelho, J. Guinsburg. São Paulo: Perspectivas, 2011.

MEDEIROS, Rosie Marie Nascimento; NÓBREGA, Terezinha Petrucia. A linguagem simbólica nas danças populares Brasileiras. Projeto de pesquisa, 2013.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Tradução por Carlos Alberto Ribeiro de Moura. Fenomenologia da percepção. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

MORIGI, Valdir. Festa junina: hibridismo cultural cadernos de estudo sociais. Cadernos de Estudos Sociais. Recife, v. 18, n. 2, p. 251-266, dez. 2002.

NÓBREGA, Terezinha Petrucia. Uma Fenomenologia do corpo. São Paulo: Editora da Física, 2010.

NÓBREGA, Terezinha Petrucia. Sentir a dança ou quando o corpo se põe a dançar... .Natal. IFRN, 2015.

NÓBREGA, Terezinha Petrucia. Corpo e natureza em Merleau-Ponty. Movimentos. Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 1175-1196, set. 2014.

RANGEL, Lúcia Helena. Festas Juninas, festas de São João: origens, tradições e história. São Paulo: Publishing Solutions, 2008.

RIBEIRO, Heloisa. Rotas da fé: Festas Juninas. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 24-35, 2002.

RODRIGUES, Rita de Cássia do Nascimento. Kossi d´oya na festa de Santa Bárbara: o corpo num processo criativo da poética em dança. 2007. 158 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas)-Escola de Dança, Universidade Federal da Bahia, Bahia, 2007. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/9664/1/Rodrigues%25seg.pdf. Acesso em: 10 dez. 2016.

SANT´ANNA, Denise Bernuzzi. Corpos de passagens: ensaio sobre a subjetividade contemporânea. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.

VIANA, Roberto Nonato. O bumba-meu-boi como fenômeno estético: corpo, estética e educação. São Luiz: EDUFMA, 2004.

VIGARELLO, Georges. O corpo inscrito na história: imagens de um "arquivo vivo". Projeto História: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, São Paulo, v. 21, p.225-236, nov. 2000. Entrevista concedida à: Denise Bernuzzi Sant'Anna. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/20219/15945. Acesso em: 19 nov. 2016.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8650321

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.