Send to Kindle


Resumo

Como um campo de estudo e de intervenção que emergiu e se consolidou na sociedade ocidental no século XIX, a Educação Física foi alvo e ajudou a configurar as práticas e os discursos que produziram as diferentes concepções de corpos e sexualidades femininas. Nosso objetivo neste artigo é refletir sobre como diferentes discursos e práticas curriculares da época contribuíram para as políticas de governabilidade de um novo "biopoder" que ora emergia, e que também potencializava para a construção de um corpo e uma sexualidade mais próxima daquilo que Michel Foucault chamou de um "sentido ético, estético".
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.