Diferenças na Cinemática Entre Dois Tipos de Aterrissagens em Atletas Masculinos de Voleibol

Por: Christian Rodrigues, Daniel Chagas, Glauber Ribeiro Pereira, Gustavo Leporace, João de Deus Brandão Júnior, Jomilto Praxedes, Luiz Alberto Batista e Rodrigo Fonseca.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.12 - n.6 - 2010

Send to Kindle


.Resumo

As lesões no ligamento cruzado anterior (LCA) são frequentes no âmbito es-portivo. O estudo dos mecanismos de lesão demonstrou que a maioria das lesões é oriunda tanto de aterrissagens unilaterais quanto bilaterais. Apesar de estudos terem demonstrado diferenças no comportamento cinemático de membros inferiores entre homens e mulheres, não há evidências de como homens se comportam em diferentes condutas. O objetivo neste estudo foi comparar a cinemática angular e temporal dos membros inferiores, manifesta em aterrissagens de saltos com propulsão bilateral, realizadas sobre um e dois membros inferiores. Aterrissagens unilaterais e bilaterais no plano frontal e sagital de quinze atletas masculinos de voleibol foram registradas e processadas por meio de técnicas videogramétri-cas. Os resultados indicam que, na aterrissagem unilateral, os atletas apresentaram menor flexão do quadril e joelho, assim como maior valgismo do joelho, quando comparada com a aterrissagem bilateral. A diferença no tempo de aterrissagem entre as duas condutas não foi estatisticamente significante. Em conclusão, os resultados deste estudo apóiam a premissa de que a cinemática dos membros inferiores se altera em função da configuração da conduta motora realizada em homens. Estudos futuros são necessários para explorar o impacto das diferenças cinemáticas encontradas na tensão ligamentar e relacioná-las com os mecanismos de lesões no LCA em homens.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/11412

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.