Diferenças no Desempenho Específico dos Velocistas Deficientes Visuais e Atletas - Guias Classificados Para as Paralimpíadas 2012

Por: César Cavinato Cal Abad, Ciro Wincler, Hamilton Roschel, , Ronaldo Kobal e Saulo Gil.

XXXV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte - SIMPOCE

Send to Kindle


Resumo

Introdução: No atletismo paralímpico as corridas de velocidade "puras" envolvem distâncias curtas (100 e 200 m), caracterizadas por quatro diferentes fases: partida, aceleração,"top speed" e desaceleração. De acordo com as regras internacionais, deficientes visuais (DV) que competem nessas provas devem ter suas trajetórias orientadas por atletas guias (GUI). Objetivo: O presente trabalho tem por objetivo verificar se existem diferenças no desempenho de velocidade entre os DV e seus respectivos GUI em 3 diferentes distâncias: 0-10m (Vm10m), 10-30m (Vm10-30m), 30-50m (Vm30-50m). Hipotetizamos que os GUI sejam mais velozes que os DV nas três distâncias medidas.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.