Diferenças de Gênero Percebidas Pelos Estudantes na Interação Visual e Tátil das Tarefas de Expressão Corporal

Por: Ana Rey Cao e Inma Canales Lacruz.

Movimento - v.20 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este artigo examina as diferenças de gênero percebidas pelos estudantes na interação visual e tátil das tarefas de expressão corporal. Foi realizada uma análise contendo os diários de práticas de 34 alunos e alunas entre -22,26±2,87 anos- da Universidade de Zaragoza – Espanha. O tratamento da informação se realizou com o software NVIVO 8. Os resultados são que as tarefas de maior implicação emocional geram uma maior percepção das diferenças de gênero; as mulheres são percebidas como mais expressivas; existe uma preferência visual pelo sexo oposto; e os homens sentem medo por tocar as mulheres. Conclui-se que as tarefas de intervenção educacional que incorporam a interação tátil e interação visual devem ser programadas a fim de aumentar progressivamente o envolvimento emocional, e incorporar estratégias para facilitar a quebra com atribuições coercitivas de gênero que restringem a expressividade.

Endereço: Corpo

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.