Dignidade Humana e o Direito Ao Lazer Entre Universitários do Alto Tietê - São Paulo

Por: Carla Alessandra Branca Ramos Silva Aguiar e Luci Mendes de Melo Bonini.

Licere - v.18 - n.2 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetiva descrever a importância que os universitários atribuem ao lazer, assim como busca-se compreender como eles investem seu tempo disponível em atividades que lhes tragam descontração e bem estar, respeitando o princípio da dignidade humana. Para tanto realizou-se uma pesquisa descritiva de corte transversal, utilizando-se um questionário constituído de questões abertas e fechadas para apurar a realidade cotidiana dos entrevistados, alunos do curso Tecnólogo de Gestão em Recursos Humanos, período noturno de uma universidade particular da região do Alto Tietê. Os resultados encontrados sugerem que os universitários têm pouco tempo para o lazer e por isso aproveitam o tempo livre da semana, principalmente para descansar, estar com a família e fazer atividades que os façam relaxar e esquecer o estresse do dia a dia.

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/1045

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.