Dispensas nas Aulas de Educação Física do Ensino Médio: Entre a Necessidade Real e o Uso Indiscriminado da Lei

Por: Viviane Tunes da Rosa.

128 páginas. 2012 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O estudo tem como objetivo compreender as relações entre o marco legal e os argumentos que sustentam os pedidos de dispensa nas aulas de Educação Física. Assim, colocamos a questão: Que relações estão presentes entre as questões legais, a organização da escola e os fatores que produzem os pedidos de dispensa nas aulas de Educação Física do Ensino Médio em uma escola pública de Santa Maria/RS? Realizamos uma pesquisa qualitativa descritiva em que a realidade foi o ponto de partida sobre o qual pensamos o problema. As ideias e os argumentos elaborados por meio deste exame formam as condições para a percepção do fenômeno. Utilizamos como instrumentos para coletar os dados: o questionário, a entrevista e a análise dos seguintes documentos: o PPP e os atestados utilizados para justificar as dispensas dos estudantes. Participaram do estudo 92 estudantes dispensados, durante o ano letivo de 2010, que responderam ao questionário. Para a entrevista definimos a representação com base nos seguintes critérios: representante de cada tipo de atestado (Trabalho com Carteira Assinada, Programa Jovem Aprendiz, curso profissionalizante, prole, trabalho informal, difícil acesso e atestado médico), apresentado para justificar as dispensas e, também, os estudantes que responderam ao questionário com argumentos mais consistentes, explicando os motivos pelos quais solicitaram a dispensa. Utilizamos a análise de conteúdo para apreender o problema que instigou esta pesquisa, fazer as pontes entre as informações coletadas e estabelecer os nexos, o “sentido das coisas”. A trajetória que percorremos para chegar à conclusão do estudo demonstra que há todo um encadeamento de questões que, ao longo do tempo teceram, promoveram a situação atual. Constatamos que as dispensas nas aulas de Educação Física do Ensino Médio estão alicerçadas em três aspectos: as questões legais, as relações entre os contextos social, econômico e cultural que produzem as dispensas e a organização da escola. Seria injusto atribuir apenas um desses fatores isoladamente, pois consideramos que juntos constituem os pilares que alicerçam o estudo que realizamos. Os relatos dos estudantes apontam os motivos dessas dispensas: aulas em turno inverso; valorização e preocupação com os saberes que são diretamente requeridos no vestibular e mundo do trabalho; necessidade de ingresso na vida produtiva cada vez mais cedo; distância entre residência e escola; estudantes que comprovam e utilizam as dispensas indevidamente.

Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/ppgef/dissertacoes-2012/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.