Dispositivos Curriculares Estaduais Para a Educação Física (1996-2016) da Elaboração à Implementação

Por: , , Matheus Marin de Freitas e Wagner dos Santos.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.34 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo apresentar as características com as quais os currículos estaduais propostos para a Educação Física foram elaborados e implementados. Com abordagem quali-quantitativa, compreende 68 documentos curriculares vinculados às Secretarias Estaduais de Educação, publicados entre 1996 e 2016. A pesquisa dá visibilidade: à procedência territorial e distribuição anual desses materiais, às etapas da educação básica contempladas nesses documentos, às suas temáticas mais recorrentes, suas terminologias, além de aspectos autorais e dos processos de implementação. As análises indicam: a) aumento desses materiais, sobretudo a partir de 2006; b) produção estimulada por marcos legais e documentos ligados ao Ministério da Educação; c) indícios de que a construção desses materiais está relacionada com demarcações políticas; d) autorias marcadas por redes de relações coletivas, destacandose o diálogo entre equipes de Secretarias, professores da Rede e/ou professores de ensino superior; e) existência de formações continuadas como estratégia de divulgação dos currículos. Ao fornecermos um quantitativo elevado de fontes dentro de uma periodização considerável (21 anos), levantamos questões sobre as produções curriculares, base para futuras análises. A amplitude de dados também evidencia a potencialidade de pesquisas que assumam os documentos curriculares como objetos de estudos.

Endereço: https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/170697

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.