Do Gramado às Páginas: a Crônica de Futebol na Imprensa no Brasil

Por: Diego Marques Figueira.

109 páginas. 2018 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Nem de longe objeto de interesse exclusivo de jornalistas esportivos, o futebol sempre fez parte do imaginário de escritores nacionais. Crônicas sobre este esporte são parte fundamental tanto de sua história quanto da do jornalismo e da literatura nacionais. Ao mesmo tempo gênero literário e jornalismo, a crônica, efêmera quando nas páginas dos jornais, apenas parece perecível ao tratar de um assunto tão mundano quanto o futebol. Talvez justamente sua efemeridade a faça grandiosa. Porque durante mais de século a crônica de futebol informa e diverte, analisa e entretém e, assim, aproxima-se do povo, cativa o leitor – possivelmente mais do que uma necessária notícia sobre finanças ou do que um educativo romance. Esta dissertação apresenta e analisa a trajetória da crônica de futebol em jornais e revistas (inclusive eletrônicas) no Brasil desde quando os textos eram jornalísticos, opinativos, até quando passaram a ser considerados também literatura. A principal fonte teórica desta dissertação é a teoria da crônica e seu exercício como a literatura do cotidiano, aqui aplicada ao assunto futebol, criando um subgênero essencialmente brasileiro. É a perenidade desse tipo de texto e a evolução de seu estilo que este trabalho analisará. Ao mostrar diferentes crônicas de diferentes épocas pretende mostrar como este tipo de crônica foi afetado pela passagem do tempo e pelo desenvolvimento das mídias nas quais se desenvolveu.

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.