Do Prado Jacomé Ao Prado Guabirotuba: Um Olhar Sobre o Desenvolvimento das Corridas de Cavalo em Curitiba (1873-1906)

Por: Duílio Queiroz de Almeida, e Letícia Cristina Lima Moraes.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

A prática das corridas de cavalos é um comportamento que emerge no continente europeu, sendo apreciada principalmente pelas novas elites urbanas. No Brasil, desde o século XVIII predominavam as disputas em cancha reta, sendo considerado um dos mais importantes divertimentos nas cidades brasileiras. Era comum que tal cultura física fosse realizada nas ruas, e, no caso das cidades litorâneas, como o Rio de Janeiro, nas praias. Entretanto, o Brasil passava por um amplo processo de modernização e tais atos não eram contribuintes para o desenvolvimento urbano das cidades brasileiras rumo ao progresso. Viu-se então a necessidade de criar uma instituição que comportasse regras, gestos e comportamentos que seriam necessários para firmar o desenvolvimento urbano das cidades, pautados principalmente nos modelos de civilidade europeus. Frutos destas metamorfoses que vinham acontecendo no Brasil, surgem os primeiros clubes de corridas de cavalo, sendo eles: Jockey Club Fluminense, em 1849, Club de Corridas Paulistanom em 1875, e o Club Paranaense de Corrida, em 1873. Este último será o foco dessa pesquisa, a qual traz a seguinte problemática: como se deu o desenvolvimento das corridas de cavalo em Curitiba? A temporalidade da presente pesquisa situa-se entre 1873, que demarca a fundação do primeiro clube de corridas de cavalos em Curitiba, e o ano de 1906, que marca a inauguração da primeira sede do Jockey Club, compreendendo-se assim que tais práticas físicas já se encontravam bem estruturadas em Curitiba. Para a elaboração da presente pesquisa, as fontes historiográficas foram utilizadas como método para a resolução do problema apresentado. Estas são compostas de fontes escritas retiradas de jornais da época. Como conclusão, as fontes apontaram que as práticas desenvolvidas nas ditas canchas retas aparentam ser as primeiras incidências de atividades voltadas a corridas de cavalos em Curitiba, e que estas sofreram um amplo processo de estruturação, institucionalização e burocratização, culminando na constituição de espaços cada vez mais especializados e regulamentados, sendo o Prado do Jacomé (1873) o primeiro, seguido do Prado do Guabirotuba (1899). Por fim, as fontes ainda evidenciam que tais espaços se tornaram um importante local de distinção para aqueles que os frequentavam, afinal, os comportamentos nestes novos espaços eram moldados por condutas ditas refinadas e civilizadas, comportamentos estes amplamente valorizados pela sociedade da época, já que contribuíam para o progresso urbano de Curitiba.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.