Docência no Processo de Inclusão do Estudante com Deficiência em Cursos de Educação Física: Análise do Contexto Universitário Brasileiro e Português

Por: Soraya Dayanna Guimarães Santos.

288 páginas. 2016 02/12/2016

Send to Kindle


Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo analisar aspectos constitutivos da docência universitária nos cursos de graduação em Educação Física do contexto brasileiro e português face ao processo de inclusão de estudantes com deficiência. De forma a atingir o objetivo, foram realizados sete estudos em que se procurou: 1) Desenvolver uma revisão sistemática sobre as atitudes dos professores face a inclusão de estudantes com deficiência nas aulas de Educação Física, durante o período de 2004 à 2014; 2) Identificar as atitudes dos professores universitários de Educação Física do Brasil e Portugal face ao processo de inclusão; 3) Examinar as competências percebidas dos professores universitários dos cursos de Educação Física do Brasil face ao processo de inclusão; 4) Avaliar as diferenças hipotéticas entre as atitudes dos professores dos cursos de Educação Física da Educação Superior portuguesa para com o ensino de estudantes com deficiência e gênero, anos de experiência na Educação Física, a formação em AFA/EE, como ainda examinar a relação entre essas variáveis e os diferentes níveis de competência percebida dos professores para o ensino de estudantes com deficiência; 5) Analisar a formação pedagógica dos professores universitários dos cursos de Educação Física do Brasil e de Portugal na perspectiva de uma educação inclusiva; 6) Analisar as vozes dos professores universitários de Educação Física do Brasil e de Portugal diante dos desafios e possibilidades para uma prática pedagógica inclusiva, e; 7) Apreender as significações constituídas por uma professora universitária do Curso de graduação em Educação Física acerca do processo de inclusão de um estudante surdo. Para o desenvolvimento dos estudos optamos por uma metodologia mista. Participaram desta pesquisa 138 professores universitários do curso de graduação em Educação Física do Brasil e de Portugal. Como procedimentos e instrumentos foram utilizados: questionário, entrevistas, observação participante e autoconfrontação. Para os estudos quantitativos, os dados foram analisados a partir: da Estatística Descritiva, do Teste T de Student, da One Way ANOVA e da Regressão Logística Multinível. Para os estudos qualitativos, fez-se uso: da Análise de Conteúdo Temática e dos Núcleos de Significação. Os resultados apontaram que a docência dos professores do Brasil e de Portugal demonstraram diferenças e similutudes, sendo influenciadas pelas atitudes, pela competência percebida, pela formação docente, pela prática pedagógica e pelo trabalho de colaboração. Os professores brasileiros apresentaram atitudes mais positiva em relação à inclusão quando comparados com os portugueses. Os dados revelaram que os professores do Brasil que se percebiam como tendo boa competência apresentavam atitudes mais favoráveis no ensino de estudante com deficiência. Os professores portugueses sentiam-se muito desconfortáveis sobre sua competência percebida para ensinar estudantes com deficiência. Com referência a formação docente, os professores brasileiros argumentaram que tiveram uma formação inicial "fragilizada" com relação às discussões sobre inclusão, em contrapartida, os portugueses afirmaram ter tido uma "boa" formação inicial. No âmbito da formação continuada ambos os países não possuíam uma legislação específica que tratasse dessa preparação de professores para inclusão. Os resultados mostraram que professores brasileiros e portugueses declararam utilizar estratégias e mecanismos de avaliação pedagógica para garantir a participação dos estudantes com deficiência. Por fim, foi percebido a ampliação na significação da prática docente da professora em relação ao ato de ensinar o estudante surdo. Emerge, portanto, uma maior tomada de consciência da docência universitária, fruto de uma compreensão das exigências presentes em cada contexto estudado, ressaltando-se os aspectos singulares e universais relacionados à inclusão nos cursos superiores de Educação Física.

Endereço: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1657

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.