Dos Discursos do Futebol Moderno às Práticas de Resistência das Torcidas Organizadas: Estetização, Subjetividade e Espetáculo

Por: Felipe Tavares Paes Lopes e Tarcyanie Cajueiro dos Santos.

XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

Este artigo objetiva refletir sobre a conjuntura do futebol no Brasil a partir do discurso do futebol moderno e das torcidas organizadas, enquanto movimento contrário e antagônico a esse discurso. O referencial teórico é derivado do pensamento de autores de tradição marxista que trabalham com a noção de estetização da mercadoria, notadamente Guy Debord e Jean Baudrillard. A partir das noções de espetáculo, de Guy Debord e valor de signo de Jean Baudrillard, procuramos refletir sobre a relação entre o discurso do futebol moderno e as torcidas organizadas, produtoras de subjetividades. A teoria crítica compartilhada por esses autores lança luz a compreensão deste fenômeno, nos ajudando a entender a inserção deste esporte nas sociedades de consumo.

Endereço: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.