Dupla Carreira de Estudantes Atletas: Uma Revisão Sistemática Nacional

Por: , Iuri Scremin de Miranda e Wagner dos Santos.

Motrivivência - v.32 - n.61 - 2020

Send to Kindle


Resumo

Este estudo de revisão objetivou analisar a produção nacional sobre a escolarização de atletas. Por meio da busca por artigos apenas em português no Portal Capes Periódicos, seguida por fases de refinamento, foram selecionados sete artigos. Os resultados apontam para o predomínio de estudos descritivos sobre o perfil de jovens futebolistas e dois estudos de revisão sobre o mercado do futebol e marcos legais para atletas estudantes. A administração do tempo entre as duas jornadas e a ausência de regulamentação específica na legislação esportiva são os principais desafios para o desempenho da dupla carreira, os quais são amenizados principalmente pelo suporte familiar presente na flexibilização da formação escolar, admitida com o fim de validar o sonho da profissionalização futebolística.

Referências

AGRESTA, Marisa Cury; BRANDÃO, Maria Regina Ferreira e BARROS NETO, Turíbio Leite. Impacto do término de carreira esportiva na situação econômica e profissional de jogadores de futebol profissional. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 16, n. 1, p. 29-38. 2008.

AZEVEDO, Márcio Faria de et al. A escola no entendimento do atleta de elite. In: SOARES, Antônio Jorge Gonçalves; CORRÊIA, Carlus Agustus Jourand; MELO, Leonardo Bernardes Silva. (Orgs.). Educação do corpo e escolarização de atletas: debates contemporâneos. 1. ed. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2016. cap. 4, p. 110-133.

AZEVEDO, Márcio Faria de et al. Formação escolar e formação esportiva: caminhos apresentados pela produção acadêmica. Movimento, Porto Alegre, v. 23, n. 1, p. 185-200, jan./mar. 2017.

BARRETO, Paulo Henrique Guilhermino. Flexibilização escolar a atletas em formação alojados em centros de treinamento no futebol: um estudo na toca da raposa e cidade do galo. 2012. 108 f. Dissertação de mestrado – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.

BRASIL. Lei n. 2.402, de 15 de janeiro de 1999. Institui o programa Bolsa Atleta. Câmara Legislativa do Distrito Federal, Brasília. Disponível em: http://www.tc.df.gov.br/SINJ/Arquivo.ashx?id_norma_consolidado=50360. Acesso em: 07 de março de 2018.

BRASIL. Resolução n. 5 de 2005. Política Nacional do Esporte. Conselho Nacional do Esporte. Disponível em: http://www.esporte.gov.br/arquivos/conselhoEsporte/legislacao/polNacEsp.pdf. Acesso em: 20 de março de 2018.

BRASIL. Lei n. 11.438, de 29 de dezembro de 2006. Lei de incentivo ao esporte. Ministério do Esporte. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004 2006/2006/lei/l11438.htm. Acesso em: 23 de março de 2018.

BRASIL. Lei n. 10.264, de 16 de julho de 2001. Lei Agnelo Piva. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LEIS_2001/L10264.htm. Acesso em: 29 de março de 2018.

BRASIL. Lei n. 12.395, de 16 de março de 2011: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12395.htm. Acesso em: 6 de abril de 2018.

CARVALHO, Ricardo Antônio Torrado; HAAS, Celia Maria. Conflito na legislação brasileira referente à escolarização de seus jovens atletas. Revista de estudios e Investigación en psicología y educación, Coruña, v. Extr., n. 12, p. 011-015. 2015.

CONCEIÇÃO, Daniel Machado da. O estudante-atleta: desafios de uma conciliação. 2015. 133 f. Dissertação de mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2015.

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL. Resolução n. 01/2012. Certificado Clube Formador. Disponível em: http://fmf.esumula.com.br/Arquivos/Resolucao/Resolucao_8.pdf. Acesso em: 5 de junho de 2018.

CORRÊIA, Carlus Augustus Jourand; SILVA, José Cláudio Sooma; SOARES, Antônio Jorge Gonçalves. Colégio Vasco da Gama: notas para pensar os entrelaçamentos das culturas escolares com as práticas esportivas. Perspectiva, Florianópolis, v. 35, n. 1, p. 188-213, jan./mar. 2017.

COSTA, Marcio da.; KOSLINSKI, Mariane Campelo. Entre o mérito e a sorte: escola, presente e futuro na visão de estudantes do ensino fundamental do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 31, p. 133-201, jan./abr. 2006.

CÔTÉ, Jean. The influence of the family in the development of talent in sport. The sport psychologist, v. 13 p. 395-417. 1999.

EPIPHANIO, Erika Höfling. Conflitos vivenciados por atletas quanto à manutenção da prática esportiva de alto rendimento. Revista Estudos de Psicologia, Campinas, v. 19, p. 15-22, jan./abr. 2002.

EUROPEAN COMMISSION. EU guidelines on dual careers of athletes: recommended policy actions in support of dual careers in high-performance sport. Brussels: Sport Unit, European Commission, Education, Culture and Sport. 2012. Disponível em: http://ec.europa.eu/assets/eac/sport/library/documents/dual-career-guidelines-final_en.pdf. Acesso em: 18 de fevereiro de 2018.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação e sociedade, São Paulo, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

FERREIRA, Renato Melo; MORAES, Luiz Carlos. Influência da família na primeira fase de desenvolvimento da carreira de nadadores medalhistas olímpicos brasileiros. Motricidade, v. 8, n. 2, p. 42-51. 2012.

GÓMEZ, Guirola et al. Remando contracorriente: facilitadores y barreras para compaginar el deporte y los estudos. Revista Andaluza de Medicina del Deporte. v. 11, p. 12-17, jan./mar. 2016.

LEE, Courtland C. An investigation of the athletic career expectations of high school student athletes. The Personnel & Guidance Journal, v. 61, n. 9, p. 544-547. 1983.

LEITÃO, Larissa Meireles; FERREIRA, Mariana Carvalho. Proteção aos direitos do jovem atleta e a atuação do Ministério Público do Trabalho. Artigo de Iniciação Científica. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 2016.

LÓPEZ DE SUBIJANA, Cristina; BARRIOPEDRO, Maribel; CONDE, Elena. Suport Dual Career in Spain: elite athlete’s barriers to studies. Psychology of Sport and Exercise, v. 21, p. 57-64. 2015.

MELO, Gislane Ferreira e RUBIO, Kátia. Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva. Revista brasileira de ciência e movimento, Brasília, v. 25, n. 4, p. 104-116. 2017.

MELO, Leonardo Bernardes Martins; SOARES, Antônio Jorge Gonçalves; ROCHA, Hugo Paula Almeida. Perfil educacional de atletas em formação no futebol no Estado do Rio de Janeiro. Revista brasileira de educação física e esporte, São Paulo, v. 28, n. 4, p. 617-628, out./dez. 2014.

MELO, Leonardo Bernardes Martins et al. Jornada escola versus tempo de treinamento: A profissionalização no futebol e a formação na escola básica. Revista brasileira de ciência do esporte, Florianópolis, v. 38, n. 4, p. 400-406, out./dez. 2016.

NUNOMURA, Myrian.; CARRARA, Paulo Daniel Sabino.; TSUKAMOTO, Mariana Harumi Cruz. Ginástica artística e especialização precoce: cedo demais para especializar, tarde demais para ser campeão! Revista brasileira de educação física e esporte, São Paulo, v. 24, n. 3, p. 305-314, jul./set. 2010.

OKOLI, Chitu; SCHABRAM, Kira. A guide to conducing a systematic literature review of information systems research. Sprouts: working papers on information systems, v. 10, n. 26. 2010.

OLIVEIRA, Edilson Medeiros; BALZANO, Otávio Nogueira e MORAIS, Pedro Henrique Nascimento. O perfil dos atletas em transição para a fase profissional das equipes de futebol da cidade de Fortaleza. Revista brasileira de futsal e futebol, São Paulo, v. 9, n. 33, p. 130-137, mai./ago. 2017.

ROCHA, Hugo Paula Almeida et al. Jovens esportistas: profissionalização no futebol e a formação na escola. Motriz, Rio Claro, v. 17, n. 2, p. 252-263, abr./jun. 2011.

RYBA, Tatiana V. et al. Dual career pathways of transnational athletes. Psychology and sport and exercise, p. 1-10. 2014.

SAMULSKI, Dietmar Martin et al. Análises das Transições das Carreiras de Ex-Atletas de Alto Nível. Motriz, Rio Claro, v. 15 n. 2 p. 310-317, abr./jun. 2009.

SAMPAIO, Rosana Ferreira; MANCINI, Marisa Cotta. Estudos de revisão sistemática: Um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista brasileira de fisioterapia, São Carlos, v. 11, n. 1, p. 83-89, jan./fev. 2007.

SOARES, Antônio Jorge Gonçalves et al. Jogadores de futebol no Brasil: Mercado, formação de atletas e escola. Revista brasileira de ciência e esporte, Florianópolis, v. 33, n. 4, p. 905-921, out./dez. 2011.

SOARES Antonio Jorge Gonçalves et al. Tiempo para el fútbol y la escuela: un análisis de los jóvenes jugadores brasileños de Rio de Janeiro. Estudios Sociológicos de El Colegio de México, México, v. 31, n. 32, p. 437-469, mai./ago. 2013.

SOARES, Magda Becker; MACIEL, Francisca. Série estado do conhecimento: alfabetização. Brasil, Brasília, Ministério da Educação/Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira/Comitê dos Produtores da Informação Educacional, 2000.

VILANI, Luiz Henrique Porto; SAMULSKI, Dietmar Martin. Família e esporte: uma revisão sobre a influência dos pais na carreira esportiva de crianças e adolescentes. In: SILAMI, Emerson Gareia; LEMOS, Kátia Lúcia Moreira. Temas atuais VII: educação física e esportes. Belo Horizonte: Ed. Health, 2002, p. 9-26.

WYLLEMAN, Paul; REINTS, Anke; DE KNOP, Paul. A developmental and holistic perspective on athletic career development. In: P. Sotiriadou e V. De Bosscher (Orgs.), Foundations of sport management. Managing high performance sport, v. 53, p. 159–182. New York: NY: Routledge. 2013.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2020e61788

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.