Economistas e a História do Esporte

Por: Stefan Szymanski.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.6 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Voluntarismo e autonomia se encontram no cerne do conceito de esporte moderno, e é o trabalho de cientistas sociais compreender como e por que esses valores evoluíram e se difundiram. Teorias passivas são inadequadas, uma vez que não reconhecem adequadamente a agência dos praticantes. Em contraste, as principais teorias da economia são capazes de dar conta da formação dos esportes modernos e de suas associações. Para aqueles que não estão familiarizados com esse aparato teórico, este artigo se coloca como uma curta cartilha e fonte de futuras referências. Este trabalho se inicia com alguns exemplos de passividade na análise do esporte moderno na literatura já estabelecida. Em seguida, algumas características históricas da evolução dos esportes modernos são debatidas, e este relato é então finalizado dentro do quadro teórico da análise econômica mainstream.

Endereço: http://www.revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/665

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.