Send to Kindle


Resumo

Os editoriais dos últimos fascículos do Caderno de Educação Física: Estudos e Reflexões tem destacado os esforços e avanços concretizados pela Comissão Editorial em conjunto com os Autores, Avaliadores, membros do Conselho Editorial e direção do Campus de Marechal Cândido Rondon UNIOESTE. Não é sem motivos que fazemos isso. O objetivo é comunicar a comunidade acadêmica sobre a seriedade do projeto no interior da política de gestão do Colegiado de Educação Física e da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Em mais um semestre de trabalho nesse sentido, temos condição de dizer que a revista tem recebido cada vez mais submissões e estas representam também uma ampliação da abrangência dos autores em termos geográficos e institucionais. Ao pensarmos sobre os fatores que estão implicados neste aumento das submissões e da abrangência, destacamos três pontos mais consolidados na dinâmica de funcionamento do Caderno de Educação Física: 1) o retorno da circulação do periódico de diferentes modos – on-line (Plataforma Eletrônica SEER), permutas com outros periódicos de áreas afins e doações a diversas Instituições de Ensino Superior; 2) a manutenção, cada vez mais aprimorada, da periodicidade e regularidade da revista; e 3) o retorno à classificação WebQualis da Capes (B5 em Educação Física e Medicina II, B4 em Educação). Estes são indicadores que, certamente, refletem sobre a confiança dos Leitores, Autores, Programas de Pós-Graduação e Instituições de Avaliação, Divulgação e Indexação de periódicos científicos. A constituição deste veículo de comunicação científica não se reduz a melhorar estes indicadores – é importante salientar isso. Contudo, na lógica da produção-publicação científica atual, eles adquirem bastante relevância, somando-se à preocupação de inserir e manter a revista em diretórios e indexadores de periódicos. Circulação, visibilidade, acessibilidade e vínculos institucionais são elementos que se articulam com a presença e colaboração de autores e avaliadores, impactando fortemente sobre a qualidade da produção. Não é sem razão que anunciamos recentemente, em tom de contentamento, a inclusão do Caderno de Educação Física em dois importantes diretórios de periódicos científicos, o Latindex (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal) e o DOAJ (Directory of Open Access Journals). Mas, para além das noções de circulação, visibilidade e acessibilidade, a respeito das quais já se observa um avanço significativo do Caderno de Educação Física, também temos nos preocupado em aperfeiçoar, cada vez mais, as dinâmicas internas de sua gestão e produção. Por isso, neste semestre, incluímos: mais revisões dos textos por profissionais especializados e pelos próprios autores; a publicação do manuscrito on-line pelo sistema ahead of print (assim que os procedimentos editoriais são encerrados, o trabalho é publicado on-line); a remodelação do layout interno e externo, com o objetivo de qualificar a leitura dos textos e melhorar a visualização de caracteres identificadores periódico. O que estes esforços representam é que há um efetivo comprometimento para a qualificação desde espaço de divulgação e reflexão acadêmico-profissional. Tal comprometimento se concretiza, neste número 16 do volume 9, em 08 artigos originais, um ensaio e uma resenha. Dentre estes trabalhos, que retratam a ampliação da abrangência dos autores e instituições, destacamos o ensaio do Professor Manuel Sérgio (Portugal) que, com base nas noções de interdisciplinaridade, complexidade e construtivismo, entre outras, se posiciona a respeito de uma reflexão teórico-metodológica de grande impacto na Educação Física Brasileira: a Ciência da Motricidade Humana. Este destaque não tem por objetivo deixar os demais trabalhos em segundo plano, pois estes também são excelentes contribuições para o conhecimento e reflexões em outros temas.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/issue/view/343/showToc

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.