Editorial: Efeito Tostines Inverso?

Por: e Licinar Jupir Forner Flores.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.12 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O Caderno de Educação Física e Esporte completa mais uma edição. Ao longo da edição de 2014 são publicados dezesseis novos artigos, contribuições de pesquisadores de todo o Brasil. No primeiro e no segundo fascículo desta edição, foram publicados 12 artigos na seção de Artigos Originais, e os demais se distribuíram nas seções de Relatos de Experiências e Ponto de Vista (ambos no fascículo dois). Dentre os grupos de pesquisadores, estes surgem de diferentes instituições e programas de pós-graduação do Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. No Caderno de Educação Física e Esporte, embora o tempo médio de entre a submissão e a publicação do artigo tenha sido considerado regular (seis meses em média), o número de artigos submetidos ao longo de 2014 e o tempo efetivo para a sua publicação, empurraram a finalização deste primeiro fascículo somente para setembro de 2015. Quando abrimos a publicação do segundo fascículo desta edição, muitos dos artigos submetidos em 2014 ainda não tinham sido finalizados. Assim, o segundo fascículo iniciou a publicação Ahead of Print com artigos submetidos em 2014 e com submissões de 2015. Razão pela qual estamos finalizando esta edição apenas em março de 2016, com mais de um ano de atraso. Contudo, em decorrência de artigos submetidos em 2014 não terem sido concluídos, o tempo médio de publicação do primeiro fascículo saltou para quase 10 meses! Ou seja, houveram artigos que, considerando o período de submissão em 2014 e aprovação final em 2015, foram finalizados em um prazo de 13 meses. Por outro lado, os artigos submetidos em 2015 foram rapidamente finalizados no mesmo ano, mas publicados no segundo fascículo de 2014, com uma média mais rápida, pois concluímos essa edição com artigos submetidos do final de 2015. Assim, para esse número, a média abaixo de seis meses foi fundamental para finalizarmos o segundo fascículo. Para a publicação no sistema Ahead of Print, a Comissão Editorial está engajada em diminuir ainda mais essa meta para um período não superior a 4 meses, para cada inserção de artigo submetido e aprovado. Essa é a meta da revista para os artigos submetidos em 2015 para a publicação dos artigos nos números 1 e 2, do volume 13 de 2015. Os periódicos científicos independentes1 com escopo na Educação Física têm tido dificuldades em se manterem dentro da periodicidade, quando comparados aqueles vinculados a programas de pós-graduação. Nessa condição, encontramos 24 periódicos da Educação Física com publicações ativas, sendo que em torno de 50% não são vinculadas aos diferentes programas.
O Efeito Tostines inverso
Ao analisarmos sobre as condições para finalizarmos a Edição de 2014, para mantermos a periodicidade da revista, observamos que revistas avaliadas como B4 ou B5 parecem sofrer de uma condição de estagnação ou, em alguns casos, a condição de completa involução (diminuição na classificação Qualis) descrita aqui como o Efeito Tostines2 inverso. Essas condições para os periódicos independentes tem sido gerado (in)diretamente pelo sistema WebQualis da Capes, que classifica aqueles periódicos em que se apresentam em extratos mais elevados, como o B3 ou superior. Destacamos as razões que nos afetaram diretamente. Primeiro lugar, o número de artigos submetidos tem variado enormemente nesses últimos anos, e isso é facilmente percebido pelo elevado número de revistas interdisciplinares na Área 21 que conseguem publicar mais rapidamente artigos da Educação Física, e que ainda “pontuam” de forma mais significativa (A1 e A2, B1 a B3). Por exemplo, 1 Serão considerados independentes aqueles periódicos não vinculados a programas de pós-graduação ou a instituições de pesquisa. 2 Efeito Tostines: “Vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?”
Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 12, n. 2, p. 09-10, jul./dez. 2014.
COMISSÃO EDITORIAL Eefeito Tostines inverso?10
foram 37 artigos submetidos no ano de 2013, sendo que 16 deles foram publicados, compondo os dois fascículos do Volume 11 (2013). No ano de 2014, recebemos 44 submissões, um aumento expressivo de 18% em relação ao ano anterior. Contudo, destas submissões, dois manuscritos ainda foram publicados e distribuídos no Volume 11. Para ampliar o problema, somente 13 dos artigos submetidos em 2014 foram, de fato, publicados no Volume 12 (2014). Do total das submissões em 2014, recebemos a solicitação dos autores para o arquivamento de 9 delas. De maneira geral, os autores reclamaram a demora na finalização da avaliação dos seus manuscritos. Por conta desse atraso nas avaliações, poderíamos dizer que, em vários casos, tivemos dificuldades em os avaliadores nos retornarem aceitando avaliar o artigo e, em outros casos, mesmo tendo aceitado, demoraram em apresentar a sua avaliação para o mesmo. Esse elevado número de artigos arquivados das submissões de 2014 (20% do total) revela a segunda razão pela demora da publicação do volume 12: a demora dos avaliadores ad hoc emitirem seus pareceres para a revista. Outro efeito prejudicial é que a revista não consegue finalizar cada fascículo no dentro da periodicidade. O Efeito Tostines inverso aumenta na medida em que os autores que procuram nossa revista, para submeterem seus manuscritos, percebem que a revista está fora do ano da periodização e, por causa disso, apresenta uma avaliação baixa no WebQualis. Isso pode ser facilmente percebido quando observamos que em 2015 recebemos apenas 21 artigos (queda de mais de 55%) para publicação. Dos artigos submetidos no ano de 2015, quatro deles (19%) solicitaram seu arquivamento, enquanto outros 11 artigos foram rejeitados, sobrando apenas 6 submissões que foram finalizadas e publicadas. Estes artigos aprovados compuseram o segundo fascículo do volume 12, de 2014. Essa demora nos pareceres pode ser rapidamente percebida naqueles artigos em o tempo médio para sua finalização superou 12 meses. Ou seja, a revista publica menos porque está atrasada ou está atrasada porque publica menos?  Assim, ao final de 2014, estamos finalizando este volume com o atraso indesejado devido a falta de artigos submetidos, avaliados e finalizados para a publicação. Por esta razão, a avaliação do sistema WebQualis da Capes do Caderno de Educação Física não foi da forma que esperávamos, gerando uma avaliação Qualis B5 em Educação Física para o ano de 2015, o que poderá aumentar o Efeito Tostines inverso. Para revertermos rapidamente essa situação, a nossa política editorial para os fascículos dos anos de 2015 e 2016 será a de publicar edições tematizadas, na forma de Dossiês Temáticos. Serão quatro Dossiês Temáticos que deverão compor os números 1 e 2 das Edição de 2015 e 2016. Diferentes Editores foram convidados para organizarem os Dossiês. O desafio para mantermos o Caderno de Educação Física e Esporte na periodicidade nos próximos anos será grande! Convidar pesquisadores para comporem os Dossiês com um ano de atraso não será tarefa fácil! Contudo nós contamos com o efeito positivo que essas edições provocam, como por exemplo encontrar diferentes artigos sobre um mesmo tema em um mesmo número de periódico. Apesar disso, a revista segue aberta para submissões em fluxo continuo e os artigos submetidos e aprovados serão colocados imediatamente na fila para a publicação Ahead of Print. Assim, permitimos que a revista continue plural e que mantenha seu espírito inovador que nos moveu para edita-la deste o seu início, em 1999.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/issue/view/658/showToc

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.