Educação, Desporto e Violência no Futebol

Por: Roberto Ferreira dos Santos.

171 páginas. 1990

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivos: mapear as manifestações de violência no Futebol Brasileiro: analisar e levantar explicações para aquelas manifestações. Foi utilizada uma das técnicas de análise de conteúdo (BARDIN, 1977) para estudar o material sobre Futebol publicado em dois jornais do Rio de Janeiro – O Globo (conservador) e o Jornal do Brasil (liberal), em 1989. Com base em um conceito de violência criou-se um sistema de categorias considerado válido (exaustividade) como noção de validade e (validade de conteúdo). Usaram-se elementos base-modo de produção capitalista (organização social do futebol) – comercialismo, consumismo, intervenção do estado, individualismo e competição exacerbada-; cultura – cultura popular como parte da indústria da cultura e subculturas da juventude da Teoria Crítica para fazer as interpretações dos resultados. Nos dois jornais agressão física 54,4% e 46,1% ofensa 15,2% e 15,3% e coação 10,1% e 20,5% foram as categorias que concentraram a maior parte das manifestações de violência. Nenhuma manifestação foi constatada na categoria suborno. Os dois jornais publicaram as notícias sobre violência no Futebol sem levar em conta o contexto sócio-econômico e a biografia dos envolvidos nos incidentes.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=217&listaDetalhes%5B%5D=217&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.