Educação e Corpo em Nietzsche: do Caminho do Criador

Por: Alexsandro da Silva Marques.

2015 01/09/2015

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho de pesquisa faz parte do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), da Faculdade de Educação, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), na linha temática Educação, Cultura Corporal e Lazer. Nossa pesquisa é um estudo sobre o pensamento pedagógico do filósofo alemão Friedrich Nietzsche que visa analisar a aproximação entre educação e corpo em sua filosofia na elaboração de uma educação da criação de si. Para realização deste trabalho, foi realizada uma pesquisa teórica analisando a literatura nietzschiana publicada em sua vida e as contribuições de alguns pesquisadores e estudiosos das suas obras. Esta dissertação está dividida em duas partes. Na primeira, apresentamos e discutimos as críticas lançadas por Nietzsche nos escritos Schopenhauer como Educador e as Conferências sobre os estabelecimentos de ensino e o Nascimento da Tragédia ao que se refere à concepção de educação e cultura ministradas nas instituições de ensino da Alemanha do século XIX. A exemplaridade dos gregos, para Nietzsche, surge não apenas como modelo estético, mas no seu modo de viver diante dos sofrimentos e das dores que não os fizeram pessimistas. Na segunda parte, apontamos os caminhos pelos quais Nietzsche supera as críticas iniciais, a partir de suas obras Aurora, Gaia Ciência, Genealogia da Moral e Assim Falou Zaratustra propondo a afirmação da existência, a crítica à noção de conhecimento e aos valores morais. Busca-se uma educação da experimentação como justificativa ao aparecimento de novas formas de compreender a cultura, bem como os estabelecimentos de novas balizas conceituais, o que será responsável pela criação de uma nova imagem do homem, do conhecimento e do processo formativo. Neste sentido Nietzsche se empenha em reabilitar o corpo como campo de experimentação e crítica aos valores e interpretações que imperam como verdades. Ao final discutimos a concepção de educação nietzschiana caracterizada como caminho singular e individual, um projeto que se dá pelo cultivo de si, o caminho do criador de valores que a partir do corpo como fio condutor elabora sua singularidade de modo afirmativo.

Endereço: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/20177

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.