Educação em Valores: Sentidos Produzidos Por Professores de Educação Física, Educadores Sociais e Jovens Frequentadores de Um Projeto Social

Por: Rodrigo Marques.

2015 16/12/2015

Send to Kindle


Resumo

Possui como objetivo compreender os sentidos produzidos sobre a educação em valores por professores de educação física, educadores sociais e jovens, tendo como foco principal as práticas corporais desenvolvidas em um projeto social. Caracteriza-se pela abordagem plurimetodológica quantitativa/qualitativa e foi delineada em três capítulos que dialogam entre si, considerando a natureza das fontes estudadas e os pressupostos teórico-metodológicos assumidos. Do tipo “estado do conhecimento” (FERREIRA, 2002), o primeiro capítulo investiga as produções acadêmicas que versam sobre a educação em valores humanos e valores em educação física, sem delimitar periodização, no portal de periódico Capes. Os 22 estudos mapeados encontram-se em 20 periódicos, analisados por meio de indicadores bibliométricos (MUGNANI; JANNUZI; QUONIAM, 2004). O estudo indica o ritmo de produção, tipos de autoria (individual ou coletiva), local de circulação e grupos de pesquisa. O segundo capítulo, de natureza qualitativa, evidencia os sentidos da educação em valores para os sujeitos envolvidos na função de docência em um projeto social e as relações existentes entre esses sujeitos, tendo como foco as práticas corporais trabalhadas nas oficinas. Utiliza, como instrumentos para a coleta de dados, análise documental, anotações no diário de campo, observação não participante e uma entrevista semiestruturada com os docentes do projeto: um professor de educação física e quatro educadores sociais, que respondem pelas oficinas de Educação Física, Valores Humanos, Capoeira, Break Dance e Xadrez, além de três grupos focais, contendo sete questões orientadoras, com 28 jovens entre 12 e 15 anos. Dá visibilidade à educação em valores por meio das oficinas, expondo as divergências entre o que é proposto entre o prescrito (documentos) e o praticado pelos sujeitos. O terceiro capítulo se caracteriza por ser um estudo de caso etnográfico (SARMENTO, 2003). Analisa os sentidos que os jovens atribuem aos valores a partir das práticas ministradas nas oficinas do projeto social. Como instrumentos para coleta de dados, utiliza anotações no diário de campo, observação não participante, grupo focal com 28 jovens e entrevista semiestruturada com seis jovens participantes do projeto. Ao dar visibilidade aos sentidos que os jovens atribuem aos valores, a pesquisa apresenta possibilidades de entender como acontecem os processos de apropriação e, respectivamente, produção de sentidos sobre as práticas de educação em valores em um projeto social. A análise sobre os estudos indica que a intervenção baseada nos valores varia de acordo com a área do conhecimento abordada. Demonstrou fazer sentido para os docentes: suas práticas, a especificidade de suas oficinas, o saber cultural e histórico enraizado nas práticas corporais, o saber da experiência, o saber objeto que exige fazer com. Já os conteúdos de valores

Endereço: http://www.educacaofisica.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGEF/detalhes-da-tese?id=9458

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.