Educação Física, Ciência e Hegemonia: Uma Análise das ,políticas Públicas Para o Ensino Superior e Para a Pós-graduação (1969-1985)

Por: Thiago Pelegrini.

142 páginas. 2008 19/03/2008

Send to Kindle


Resumo

O golpe de Estado civil-militar de 31 de março de 1964 exprimiu mudanças e ,reorientações para a estrutura institucional brasileira. Significou a recomposição ,do poder das classes dominantes via reorganização do Estado em torno de um ,projeto societário conservador. Nesse contexto, a coalizão golpista procurou ,ajustar as esferas superestruturais a um plano econômico articulado por um ,modelo de desenvolvimento industrial associado ao capital internacional. Uma das ,áreas mais atingidas por esse movimento foi a educacional. O sistema ,educacional foi, então, impelido a auxiliar por meio da formação de mão-de-obra ,especializada a aceleração da indústria nacional e a ampliação da aceitação ,popular ao regime. Estratégias fundamentais a conquista da hegemonia e a ,conservação do controle do Estado. Como integrante da política educacional a ,Educação Física mereceu especial atenção e foi reorientada como prática de ,controle social e desmobilização política. Essa formatação definiu formas de ,atuação e modelos de formação alinhados com o ideário da reforma educacional ,proposta pelo Estado autoritário. Ante o exposto, constituiu-se como escopo ,dessa dissertação a realização de uma análise conjuntural do processo de ,construção de concepções educacionais para o ensino superior e de definição de ,linhas de pesquisa para a pós-graduação na área de Educação Física entre 1969 ,e 1985. A fim de alcançar o objetivo proposto, adotou-se uma perspectiva teóricometodológica ,fundamentada no materialismo histórico e dialético com a intenção ,de apreender a relação entre o geral e o particular, perpassada pelo exame ,histórico das fontes documentais. Assim, optou-se pela utilização das categorias"Estado", "bloco histórico", "hegemonia", "ideologia" e "revolução-restauração" ,gramscianas e "bloco de poder" e "poder" de Nicos Poulantzas. Não obstanterecorreu-se aos "fundamentos das políticas públicas" sistematizados por Mário ,Luiz Neves de Azevedo e Afrânio Mendes Catani e a elucidação do fenômeno ,esportivo proposta por Jean-Marie Brohm. Constatou-se que concorreram para a ,delimitação dos caminhos traçados pela Educação Física nacional a tentativa de ,modernização do ensino, a organização de demandas dos professores e a ,influência dos centros produtores de conhecimento. Nessa esfera, foram eleitos ,como pilares centrais a adoção do esporte como foco de investigação e a ,instrumentalização de práticas consoantes com as pretensões do sistema ,esportivo nacional. Por fim, ressalta-se que a direção dada à área concretizou-se ,pela conjunção do atendimento de interesses dos atores sociais ligados a área e ,pela realização dos impulsos doutrinários do Estado autoritário.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2544&listaDetalhes%5B%5D=2544&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.