Educação Física e Inclusão: Como Faço Para Contar os Pontos?

Por: Sofia Wolker Manta e Soraia Napoleão Freitas.

Revista da Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada - SOBAMA - v.15 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo identificar atitudes de alunas com deficiência física cadeirante para a participação em aulas de Educação Física. Para a coleta de dados foi aplicado um roteiro de observação em duas turmas do Ensino Médio de uma escola no interior do Rio Grande do Sul. Duas alunas com deficiência física cadeirante e suas respectivas professoras de EF fizeram parte do estudo. De acordo com os dados, as atitudes das alunas foram positivas, pois reconheciam suas capacidades independentes à deficiência. No entanto, as professoras EF não promoveram ações de inclusão. Sendo assim, as atitudes positivas dos alunos com deficiência poderá ser um facilitador à inclusão, desde que as ações pedagógicas dos professores ofereçam as reais condições.

Endereço: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/sobama/article/view/4183

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.