Educação Física na Escola: Realidade e Possibilidades

Por: .

I Congresso Estadual de Educação Física Escolar

Send to Kindle


Resumo

Apesar de todas as movimentações ocorridas no ambiente universitário e acadêmico, como o aumento do número de publicações na área da Educação Física, aumento do número de eventos, encontros e congressos, cursos de especialização, programa de pós-graduação na área, poucas mudanças tem sido observadas na prática concreta da Educação Física escolar.
Em Darido (1995) já sinalizávamos de que o trabalho docente envolve além da formação inicial realizada nas Instituições de ensino superior, as nuances e as concepções que o profissional enfrenta no seu cotidiano diário, o que na escola é traduzido pelas expectativas dos alunos, outros professores, direção e coordenação de escola, e até dos próprios pais dos alunos. Isto quer dizer que nem todo conhecimento adquirido pelo professor no seu período de formação é colocado em prática devido às limitações do contexto. É preciso adicionar ainda nestas condições do contexto os baixos salários dos professores e também as insatisfações dos professores decorrentes das sucessivas mudanças na administração e política educacional a que estão sujeitos. Escola padrão, diminuição do número de aulas de Educação Física na escola, aumento do número de escolas para completar a carga de trabalho, escolas distantes da residência do professor, só para citar alguns exemplos.
Assim, as condições do contexto do trabalho, na maioria das vezes mais tradicional que a formação do professor, os baixos salários, as sucessivas mudanças políticas, além de uma formação profissional nem sempre adequada e progressista, acabam por dificultar ainda mais a aplicação e o avanço das propostas pedagógicas aplicadas ao contexto escolar.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.