Educação Física Escolar, Atividade Desportiva e Atividade Física Total em Adolescentes

Por: , , Inaian Pignatti Teixeira, Murilo Eduardo Santos Nazario, Natalia de Lemos e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.5 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Menos da metade dos adolescentes atingem a recomendação de 300 minutos por semana de Atividade Física (AF). As aulas de Educação Física e participação de esporte proporcionam oportunidades para os adolescentes acumularem mais tempo para a prática de AF, entretanto, pouco se sabe sobre a influência dessas variáveis no nível de AF total dos adolescentes. O objetivo do estudo foi verificar a associação entre a prática de Educação Física Escolar (EFE) e Atividades Desportivas (AD) com a prática de AF total em adolescentes. O estudo foi transversal e participaram 467 adolescentes do Ensino Médio (15,8 ± 0,9 anos) da cidade de Rio Claro-SP. Os participantes preencheram o Physical Activity Questionnaire to Older Children (PAQ-C) e questões relacionadas com a prática de EFE e AD. Foi realizada a Regressão Logística com p<0,05 através do SPSS. Meninas apresentaram menor prevalência de AF do que os meninos, 9,4% e 26,8% respectivamente. Meninos que não realizaram EFE (RO=0,25; 95% IC= 0,09-0,66) e AD na escola (RO=0,34; 95% IC=0,12-0,95) apresentaram menores chances de serem ativos na AF total do que os meninos que praticaram essas atividades. A participação das aulas de EFE ou a prática de alguma AD foram associadas positivamente com a prática de AF total nos meninos.

 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n5p517/24919

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.