Educação Física Escolar: em Busca da Pluralidade

Por: .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.10 - n.4 - 1996

Send to Kindle


Resumo

Temos discutido nos últimos anos a Educação Física Escolar numa perspectiva cultural, e é a
partir deste referencial que consideramos a Educação Física como parte da cultura humana. Ou seja, ela se
constitui numa área de conhecimento que estuda e atua sobre um conjunto de práticas ligadas ao corpo e ao
movimento criadas pelo homem ao longo de sua história: os jogos, as ginásticas, as lutas, as danças e os
esportes. É nesse sentido que se tem falado atualmente de uma cultura corporal, ou cultura física, ou, ainda,
cultura de movimento. Se aceitarmos que a Educação Física trata da cultura de movimento, podemos concluir
que sua atuação escolar deve dar conta da sistematização desse conhecimento ao longo do 1o. e 2o. graus, nos
mesmos moldes das outras disciplinas escolares. A Matemática, por exemplo, deve organizar o conhecimento
popular matemático trazido pelos alunos, a fim de desenvolver e estimular o raciocínio e a lógica
matemáticos.
Parece-nos que Educação Física Escolar deveria fazer a mesma coisa: partir do conhecimento
corporal popular e das suas variadas formas de expressão cultural, almejando que o aluno possua um
conhecimento organizado, crítico e autônomo a respeito da chamada cultura humana de movimento.
Se o objetivo da Educação Física Escolar parece óbvio, por que será que sua prática cotidiana
ainda não passou por uma reformulação? De fato, os debates acadêmicos e a produção científica na área têm
crescido significativamente na última década, sem, no entanto, conseguir transformar a prática escolar de 1o.
e 2o. graus.
Entendemos

Endereço: http://www.efmuzambinho.org.br/refelnet/revusp/edicoes/1996/uspsup2/final7.htm

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.