Educação Física Escolar e o Processo de Avaliação: Por Que, Quando e Como Avaliar?

Por: N. M. Santos.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Pensando no processo de ensino aprendizagem e na complexidade do fenômeno da avaliação que transita em paralelo com a educação formal, sabemos de sua força e necessidade, onde a cada dia ganha corpo tendo em vista os sentidos e significados atribuídos, e também visando atender às demandas apresentadas pelos variados currículos existentes, visto que o discurso no âmbito geral da educação ainda é fortemente em virtude de resultados quantitativos. A justificativa do estudo se da em decorrência a concepção que se tem da avaliação em Educação Física dentro da escola, pois como bem sabemos, ainda hoje transita sob a ótica da recreação nos anos iniciais do ensino fundamental, onde somente a participação já é um avanço significativo e, nos anos escolares seguintes, é fortemente difundido pelo rendimento, técnica ou "fazer sem objetivo pedagógico" aparentemente focalizado nas propostas de aulas. Considerando que a Educação Física transitou por inúmeras correntes históricas que influenciaram seu papel no contexto social, podemos perceber que para cada uma delas o cenário da avaliação foi entendida de uma maneira muito própria, de forma a corresponder às expectativas do modelo de ensino daquele momento que, por sua vez, refletia o pensamento político econômico e social da época. Diante desse contexto, sabemos que os alunos mais habilidosos participavam de todas as atividades, enquanto que os nem tão habilidosos, observavam as atividades e em alguns casos, ficavam juntos e se organizavam em "rodinhas", "treinando" ou mesmo condicionando o movimento sem ao menos a orientação do professor, que se dedicava prioritariamente ao primeiro grupo, cujo desempenho era notado. Partindo dessa premissa como desencadeadora de algumas discussões em torno da avaliação na Educação Física escolar, esse artigo tem como objetivos, pontuar o cenário da avaliação nessa disciplina a partir dos estudos de autores que tratam desse assunto no cenário da educação, e proporcionar um debate com reflexões pontuais a partir de alguns artigos selecionados. Para tanto, utilizamos como metodologia nesse estudo, a pesquisa bibliográfica centralizada em alguns artigos que tratam da temática da avaliação na Educação Física onde foram levantadas concepções, conceitos e principais tendências de avaliação da aprendizagem educacional e junto a isso, foi realizado um questionário estruturado realizado com discentes do 30 ano do ensino médio da ETEC Adolpho Berezin onde a intenção foi saber como visualizam e interpretam as avaliações realizada nessa área. Diante disso, sabemos que os dados poderão auxiliar os docentes dessa disciplina em suas condutas avaliativas ao longo das suas práticas pedagógicas proporcionadas, e se constituir em elemento norteador para entender o processo de avaliação. Neste sentido, as discussões aqui são fortalecidas e norteadas tendo como referencial teórico de base, os estudos de Luckesi (2009) e Vasconcellos (2010), onde, cabe ainda ressaltar que isso somente ocorre devido à escassez de autores que escrevem a respeito desse assunto no próprio campo da Educação Física escolar. Sendo assim, foi possível através do estudo, entender o fenômeno avaliação através da análise dos artigos e observar o que pensam os alunos quando são submetidos ao processo de avaliação.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.