Educação Física Escolar e o Trato Didático-pedagógico da Saúde: Desafios e Perspectivas

Por: , e .

Educação Física e Saúde Coletiva: Cenários, Experiências e Artefatos Culturais.

Send to Kindle


Resumo

Introdução

A relação entre atividade física e saúde remonta e explica o próprio nascimento da Educação Física (EF) e sua inserção na modernidade, tanto como componente curricular das escolas quanto de seu surgimento nos Programas Governamentais de saúde para as populações. Sob forte influência do pensamento médico-higienista1 dos finais dos séculos XVIII e XIX na Europa - o qual compôs o projeto liberal burguês de educação -, à Educação Física foi atribuída a tarefa de “promover” saúde na escola por meio do entendimento de que o stress produzido durante o exercício físico era elemento essencial para a produção de sujeitos resistentes às moléstias; portanto, saudáveis e “aptos” (com aptidão física, e também moral) para viver em uma sociedade em intensa expansão industrial capitalista e que almejava, dentre outras questões, a educação de gerações fortes corporalmente, disciplinadas e preparadas para o mundo do trabalho.  

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.