Educação Física na Perspectiva Inclusiva: Um Estudo em Uma Escola do Recife

Por: Anais Suassuna Simoes.

2015 20/11/2015

Send to Kindle


Resumo

30/11/2015 Resumo: Este estudo reflete acerca da inclusão de pessoas com deficiência nas aulas de Educação Física. Tem como objetivo analisar a prática pedagógica nas aulas de Educação Física dentro da perspectiva Crítico-Superadora de ensino, discutindo sua relevância para a inclusão de pessoas com deficiência no ensino regular. Metodologicamente, tomou por base uma abordagem qualitativa de pesquisa, a qual adentrou num estudo bibliográfico, documental e de campo. Como método nos subsidiamos no Método Dialético elaborado por Kosik (2011). No estudo documental, analisamos o planejamento da professora, o Projeto Político Pedagógico da Escola e os perfis da sala. Os sujeitos da pesquisa foram a professora, a coordenadora, a psicóloga e a diretora, além dos 21 educandos da sala. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi um dispositivo de áudio. As técnicas utilizadas para a coleta foram: a entrevista semiestruturada (MINAYO, 2010) e a observação participante (LUDKE; ANDRÉ, 2012). Concluímos que após doze aulas observadas e a partir das análises dos documentos e entrevistas, os estudantes com deficiência foram incluídos nas aulas sem que houvesse qualquer restrição à sua participação. Percebemos também que, quando necessário, a professora adequou as atividades para que os estudantes aprendessem da melhor forma possível. Foram realizadas adaptações no planejamento das aulas, nas atividades e materiais utilizados em aula. A base teórica defendida pela escola é a Socioconstrutivista, que associa as ideias de Piaget com as de Vigotski. Ao nosso ver, essa escolha pode não oferecer caminhos para que o educando se desenvolva plenamente, pois, além de adotar elementos de bases teóricas distintas, desconsidera os conteúdos socialmente construídos como peça chave no desenvolvimento da cognição e da capacidade de apreensão da realidade e de suas determinações. O que entendemos só se faz possível em um ensino de base crítica. O presente estudo visa contribuir para o desenvolvimento de práticas mais inclusivas nas aulas de Educação Física, indo para além dos espaços escolares, visando sobretudo a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade como um todo Palavras-Chave: Inclusão. Educação Física. Metodologia Crítico-Superadora

Endereço: http://w2.portais.atrio.scire.net.br/upe-papgef/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.