Educação Física no Ensino Médio: a Percepção dos Estudantes Sobre as Aulas

Por: Antônio Carlos da Silva.

70 páginas. 2016 17/11/2016

Send to Kindle


Resumo

Nos últimos 15 anos a Educação básica no Brasil teve um avanço significativo com novos sistemas de avaliação. Foi ampliada a permanência dos alunos na escola e um aumento grande nos estudos. Há um consenso que apesar dos avanços da educação, a escola é considerada de baixa qualidade. A Educação Física Escolar é uma disciplina que integra o aluno dentro de uma prática corporal, formando cidadãos críticos, capacitando-os para, conhecer os jogos, os esportes, as lutas, danças, ginásticas, para um melhor aproveitamento e a melhoria da qualidade de vida, promovendo uma socialização entre alunos Porém, esta realidade está muito longe disso, principalmente a partir das últimas séries do Ensino Fundamental II e Ensino Médio com alunos que não valorizam o componente curricular, o quanto ele mereceria. O presente estudo objetivou analisar as percepções dos estudantes do Ensino Médio sobre as aulas de Educação Física. Participaram do estudo 72 estudantes de ambos os sexos, matriculados em escola da rede privada da cidade de São Paulo, com idade entre 13 a 17 anos. Para obtenção das informações foi utilizado um questionário. Foi possível verificar que 14 (20%) estudantes, sendo 12 deles meninas, declararam não participar das aulas ou participar às vezes. Problemas de saúde e vergonha foram os principais fatores utilizados para justificar a não participação nas aulas. Para uma parte dos estudantes, poder realizar um conjunto de atividades é o ponto positivo da aula. Ao mesmo tempo, 23 estudantes consideram como ponto negativo a repetição das atividades ou a realização de atividades desagradáveis. Quando questionados sobre os conteúdos aprendidos durante as aulas, confirmando os resultados apresentados na literatura, identifica-se o predomínio do esporte. Entretanto, é possível que os estudantes se utilizem do termo como sinônimo de jogo ou de atividade física. Ao sugerirem mudanças nas aulas, os estudantes também demonstram grande interesse pelo esporte. Mas, o desejo pela diversificação dos temas nas aulas também aparece com frequência. O interesse pelo esporte também pode ser percebido entre os estudantes que não participam das aulas, ao contrário do que se poderia imaginar. A partir da sugestão apresentada por esses estudantes, parece que suas aulas não têm exigido a aprendizagem do esporte de modo tradicional, com foco no desempenho motor, algo que eles declaram desejar. Os resultados obtidos evidenciam que ainda é preciso analisar de forma detalhada os motivos que levam à não participação nas aulas. A educação física tem influência direta sobre vários aspectos, sendo importante entender porque os alunos buscam a prática, como se afastam dela, e qual a percepção dos mesmos em relação à prática.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2017/383.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.