Educação Pelo Movimento: Características de Um Programa de Equoterapia Para Crianças com Tdah

Por: Gardenia de Oliveira Barbosa e Mey de Abreu Van Munster.

VI Colóquio de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana

Send to Kindle


Resumo

Desde os anos 70, crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) foram diagnosticadas com divergências na quantidade e qualidade de movimentos quando comparadas a crianças com desenvolvimento típico. Alterações essas que sugeriram descompassos na regulação da atividade motora (PEREIRA, ARAUJO e MATTOS, 2005). Le Bouch (1987) traz em sua obra a influência da educação pelo movimento como auxílio às crianças com dificuldades escolares, onde aborda problemas de “psicomotricidade e atenção” e explora problemas de desatenção diretamente relacionados a organização da imagem corporal. Ressalta como Wallon, em sua obra “A Criança Turbulenta” de 1925, problemas de comportamento, posteriormente denominado de “instabilidade psicomotora” ou “síndrome hipercinética”, onde as crianças eram vistas como turbulentas e insuportáveis. Considerando que tais características davam-se devido ao excesso motor e verbal, associada à incapacidade de manter a atenção por tempo prolongado, podiam se manifestar nos primeiros anos escolares, geralmente acompanhadas de atraso escolar (LE BOUCH, 1987). As observações realizadas por Le Bouch e Wallon e as características descritas a cerca das crianças agitadas nos fazem refletir a respeito das similaridades das características apresentadas nos tempos atuais pelas crianças com TDAH.

Endereço: http://cev.org.br/eventos/vi-coloquio-pesquisa-qualitativa-motricidade-humana/trabalhos/

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.