Efeito Agudo do Alongamento Estático Sobre a Força Muscular Dinâmica no Exercício Supino Reto Realizado em Dois Diferentes ângulos Articulares

Por: César Augusto P Paula, Denise Paulino, Eurico Peixoto César, Luciana Miranda Lima Teixeira e .

Motricidade - v.11 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O objetivo foi determinar os efeitos agudos do alongamento estático (AL) sobre os níveis de amplitude de movimento (ADM) da cintura escapular e sobre 10 repetições máximas (10-RM) no supino reto em dois ângulos articulares. Onze homens (28.32 ± 5.4 anos; 1.73 ± 0.1 m; 72.14 ± 15.3 kg) foram submetidos aleatoriamente à condição controle (CC) e experimental (2 séries de 30 s de AL passivos para o peitoral e tríceps). A ADM da cintura escapular no movimento de abdução horizontal do ombro foi analisada através da fotogrametria usando ferramenta de dimensão angular do CorelDRAW®. Os testes de 10-RM foram feitos no supino reto com barra livre com randomização para amplitude total e limitada a 90° de flexão do cotovelo. A confiabilidade da ADM da cintura escapular e das 10-RM nas duas amplitudes diferentes foi alta (R> 0.95). A ANOVA de duas entradas com medidas repetidas nos dois fatores com post-hoc de Bonferroni indicou uma interação significativa, com aumento da ADM (p= 0.029) após AL. Não foi encontrada diferença significativa para 10-RM e volume total em nenhuma das angulações e condições testadas. Conclui-se que volumes reduzidos de AL aumentaram significativamente a ADM sem promover prejuízo no desempenho da força dinâmica realizada em diferentes ângulos articulares.

Endereço: http://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/2890

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.