Efeito Agudo dos Exercícios Intermitentes Sobre a Glicemia de Adolescentes com Diabetes Tipo 1

Por: Juliana Pereira Decimo, Luís Paulo Gomes Mascarenhas, Neiva Leite, Suzana Nesi França, Valderi Abreu de Lima e William Cordeiro de Souza.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.22 - n.6 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O exercício físico é um fator importante do tratamento do diabetes mellitus . Objetivo: Verificar o efeito agudo dos exercícios intermitentes sobre glicemia e oxidação de substratos energéticos em adolescentes com diabetes tipo 1. Métodos: Foram avaliados 10 adolescentes diabéticos com idade entre 10 e 15 anos. Foram avaliadas as medidas antropométricas, hemoglobina glicosilada (HbA1c), VO 2máx e o teste de exercício intermitente. Nesse teste, os indivíduos permaneceram pedalando por 30 minutos em cicloergômetro com carga de 60% do VO 2máx , intercalados com tiros de intensidades máximas de 10 segundos a cada 5 minutos. Os substratos energéticos foram avaliados durante o teste e a glicemia capilar foi medida antes, imediatamente após o exercício e 30 minutos depois. Foi observada redução média da glicemia de 39,2 ± 41,92 mg/dl, isto é, média de 21,61% da glicemia inicial. Ocorreu diferença significativa (0,0001) entre os substratos energéticos oxidados, com predominância da utilização de CHO. Há uma forte correlação direta entre a HbA1c e o escore z do IMC (r = 0,821, p = 0,004) e entre HbA1c e glicose observadas pós-exercício (r = 0,702, p = 0,024) e também há forte correlação entre os níveis de glicose pré-exercício e pós-exercício (r = 0,851, p = 0,002) e entre pós-exercício e 30 minutos depois do exercício (r = 0,874, p = 0,001).

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v23n1/1517-8692-rbme-23-01-00012.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.