Efeito da Carga Aguda de Alongamento Unilateral na Atividade Mioelétrica e Desempenho Durante o Bounce Drop Jump Unipodal

Por: Josinaldo Jarbas da Silva.

58 páginas. 2014 01/01/2014

Send to Kindle


Resumo

O Objetivo do estudo foi verificar o efeito agudo de uma sessão de alongamento unilateral de membros inferiores sobre o desempenho de saltos verticais unipodais para o membro ipsilateral e contralateral. 17 indivíduos do sexo masculino (idade: 24±5 anos, estatura: 174±7 cm, massa: 77,6±13 kg), inexperientes em atividades relacionadas a saltos compareceram no laboratório em apenas uma seção,, fizeram uma familiarização, um breve aquecimento, em seguida foram instrumentadosos eletrodos de eletromiografia superficial (EMG) no gastrocnêmio lateral (GL), depois realizaram uma contração voluntária máxima isométrica (CVMI), para ambos os membros inferiores. A técnica de salto utilizada foi o “bounce drop jump”. Os indivíduos realizaram três saltos para cada membro inferior, caindo de um step de 17 cm de altura sobre uma plataforma de força, depois foram submetidos a um protocolo agudo de alongamento estático, a carga aguda utilizada no protocolo foi 6 x 45”/15”. Uma escala subjetiva de desconforto de 0 a10 foi utilizado como parâmetro, a intensidade foi mantida entre 7-9 durante o alongamento. Pós-protocolo mais três saltos foram realizados sob a plataforma de força, para o membro alongado imediatamente (0'), 10 e 20 minutos após o protocolo de alongamento, e um salto apenas imediatamente pós-protocolo para o membro não alongado. Os resultados mostraram um aumento significativo na amplitude de movimento (ADM), alteração no desempenho do salto (tempo de pico de força,) e na atividade mioelétrica do gastrocnêmio lateral (pré-ativação do sEMG e tempo de pré-ativação) entre condições pré e imediatamente após o alongamento, para o membro alongado. Foram observadas diferenças significantes no cross-effect, com o membro não alongado, para, (altura do salto, impulso, pico do EMG RMS e tempo de pré-ativação). Conclui-se que o alongamento estático melhorou a ADM, reduziu o desempenho do salto e mostrou um efeito de cross-over durante 10' pós-protocolo de alongamento em sujeitos inexperientes em salto.

Endereço: https://www.unimep.br/phpg/bibdig/aluno/visualiza.php?cod=1261

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.