Efeito da Cinesioterapia na Lesão Isquêmica e Reperfusão em Ratos

Por: Ana Paula Oliveira Borges, Estela Fagionato Garcia, Everton Horiquini Barbosa, Flavia Moscardini, José Alexandre Bachur e Paulo Roberto Veiga Quemelo.

Acta Ortopédica - v.20 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Verificar o efeito da cinesioterapia na funcionalidade do membro pélvico de ratos após lesão isquêmica e reperfusão.

MÉTODOS: Foram utilizados 10 ratos, divididos em dois grupos, GI (controle) e GII (cinesioterapia). Todos os animais foram submetidos à isquemia por um período de três horas, seguido de reperfusão tecidual. No Grupo GII foi realizado cinesioterapia sistêmica (natação) não resistida em três sessões semanais de 50 minutos durante quatro semanas, enquanto que no grupo GI os animais permaneceram em repouso. A análise funcional do comportamento motor foi realizada semanalmente. Posteriormente, os animais foram mortos e retirados os músculos sóleo, gastrocnêmio e nervo ciático para análise histopatológica.
RESULTADOS: Houve uma recuperação significativa do comportamento motor com o tratamento cinesioterapêutico ao longo das quatro semanas de tratamento. No entanto, na avaliação histológica os tecidos não mostraram alterações morfológicas de lesão e reparação celular.
CONCLUSÃO: Não foi possível afirmar que o exercício mostrou-se eficiente na reparação celular, pois, tanto no grupo controle como no experimental, não apresentou diferença histológica. Por outro lado, a cinesioterapia sistêmica apresentou um efeito benéfico na reabilitação funcional após isquemia e reperfusão. Nível de Evidência III, Estudo Caso-Controle.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522012000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.