Efeito da Recuperação Ativa Versus Passiva em Programa de Exercícios Intervalados de Predomínio Anaeróbio

Por: Dartel Ferrari de Lima, Maria das Graças Anguera Lima e Rene Anguera Lima.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.7 - n.12 - 2008

Send to Kindle


Resumo

A fadiga desempenha importante redução no desempenho motor. O período de recuperação contribui fortemente para a restauração das vias energéticas e no equilíbrio bioquímico tecidual, retardando ou amenizando os efeitos da fadiga. Assim, o objetivo desse trabalho foi de investigar mudanças no comportamento da recuperação durante as repetidas séries de esforço de alta intensidade e curta duração. Foram estipuladas duas formas diferentes de recuperação: a ativa e a passiva, entre os intervalos de trabalho físico constituído por seis repetições de 50 metros rasos com a máxima velocidade possível. Foram utilizados seis corredores amadores do sexo masculino (idade 19,67 ± 1,63 anos, massa corporal de 74,33 ± 5,2 kg e estatura de 1,77 ± 0,71 metros). O tempo médio consumido nos seis ensaios foi de 6,74 ± 0,48 segundos e 6,89 ± 0,51 segundos, quando utilizado os protocolos de recuperação ativa e passiva, respectivamente. O tempo gasto para percorrer a unidade de distância para cada intervalo apresentou tendência de cescimento. O acréscimo foi significativamente menor durante o protocolo de recuperação ativa. No presente estudo, a variação da velocidade não pôde ser explicada pelos valores sangüíneos de lactato.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/1793

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.