Efeito de 12 Semanas de Treinamento Resistido Periodizado Sobre o Perfil Lipídico e da Proteína C-reativa em Pessoas Infectadas Pelo HIV

Por: C. L. Monteiro, E. L. Mendes, F. F. Neves, H. R. Zanetti, L. G. Cruz, M. A. F. J. Leite e M. L. Silva-vergara.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

A criação da terapia antirretroviral (TARV) modificou o curso natural da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Todavia, tem observado que a TARV proporciona alterações metabólicas, como a dislipidemia além de causar modificações no perfil inflamatório. Neste âmbito, o exercício físico regular demonstra-se como intervenção não medicamentosa na tentativa de reverter esse quadro. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do treinamento resistido periodizado (TRP) no perfil lipídico (colesterol total, LDL-colesterol, HDL-colesterol e triglicerídeos) e proteína C-reativa (PCR) de pacientes diagnosticados com HIV. A amostra foi composta por 15 pacientes, com idade de 41,5 ± 1,4 anos, peso de 65,6 ± 12,6 quilos, estatura 169 ± 11 centímetros, contagem de células CD4+ de 576,2 ± 164,9 μL e carga viral de 57,2 ± 102 cópias/μL. Os participantes eram sedentários, infectados com HIV, em uso regular de TARV há pelo menos um ano e recebendo atendimento ambulatorial mensal. Os participantes foram submetidos a uma intervenção de doze semanas de exercícios, periodizados de forma ondulatória diária e composta pelos exercícios agachamento, supino reto, mesa flexora, puxada pulley, panturrilha sentada e desenvolvimento de ombro, realizado três vezes por semana. Foram realizadas coletas sanguíneas pré e pós intervenção para mensurar colesterol total, LDL-colesterol, HDL-colesterol, triglicerídeos e PCR. Foram efetuadas coletas sanguíneas entre 07:30 e 08:00 da manhã, respeitando jejum de 12 horas - foi considerada a média de três medidas. O teste Shapiro-Wilk foi utilizado para verificar a normalidade dos dados. O teste de ANOVA one way com post hoc de Bonferroni foi utilizado para a comparação de grupos. Nível de significância adotado foi de p < 0,05. Houve redução dos valores de colesterol total (171,8 ± 56,7 vs 142,6 ± 41,4 mg/dL), LDL-colesterol (92,3 ± 37,6 mg/dL vs 79,6 ± 30,7 mg/dL), triglicerídeos (150,2 ± 69,9 vs 119,6 ± 52,6 mg/dL), PCR (3,6 ± 2,4 vs 0,6 ± 0,6 mg/ L) e aumento de HDL-colesterol (44 ± 13,1 vs 58 ± 7,6). Portanto, conclui-se que o TRP foi capaz de diminuir as comorbidades ocasionadas pela TARV em pacientes infectados com HIV. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.