Efeito de Danças Circulares nos Sintomas Depressivos de Cuidadores de Idosos com Doença de Alzheimer

Por: A. M. Stein, D. I. Corazza, J. L. R. Costa, L. Scarpari, R. V. Pedroso e ú. V. Pereira.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

No cuidar de um idoso com doença de Alzheimer (DA), desgastes físicos e psicológicos são comuns, pois o cuidado leva a um aumento dos níveis de estresse, sobrecarga e os sintomas depressivos podem ser frequentes. A presença de um cuidador é indispensável, uma vez que a doença esta relacionada às alterações cognitivas, motoras e neuropsiquiátricas que pode afetar a vida diária do idoso com DA. Sendo assim, a qualidade de vida do cuidador pode ser afetada. O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos de uma intervenção de danças circulares nos sintomas depressivos de cuidadores de idosos com doença de Alzheimer. Participaram do estudo um total de 27cuidadores de idosos com DA nos estágios leve e moderado que fazem parte do PRO-CDA, sendo que15 participaram do grupo de intervenção de danças circulares (GI) e 12 idosos participaram do grupo controle (GC). Ambos os grupos foram avaliados nos momentos pré e pós-intervenção, que teve duração de 4 meses. Para avaliação dos sintomas depressivos foi utilizada a Escala Geriátrica de Depressão versão 30 (GDS-30). A média de idade nos grupos foi: GI (69,0± 8,9 anos); GC (73,3± 10,2 anos) e a média de escolaridade: GI (10,0 ±5,8 anos); GC (6,0 ±5,0 anos), tempo de cuidado em meses: GI (27,4 ± 18,4); GC (35,0 ±47,2) média no MEEM: GI (28,2 ± 2,0 pontos); GC (26,6 ± 2,5 pontos).Oprotocolo de danças circulares totalizaram 16 semanas, com atividades realizadas três vezes por semana, em dias alternados e com duração de 60 minutos por sessão. Todos os dados foram expressos em média e desvio padrão. Inicialmente, a normalidade dos dados foi verificada por meio do teste de Shapiro Wilk, e posteriormente foi utilizado o teste t para amostras independentes para comparação entre grupos e o teste t pareado para comparação intragrupos, admitindo nível de significância de 5%.Foi verificada uma diferença significativa (p<0,05) na pontuação de GDS no GI nos momentos pré (GDS=6,9 ± 6,6)e pós (GDS=5,6 ± 5,9), já no GC não houve diferença nos momentos pré (GDS= 6,2 ± 4,3) e pós (GDS= 6,3 ± 5,7).Sendo assim, conclui-se que as danças circulares tiveram um papel importante para a redução dos sintomas depressivos dos cuidadores de idosos com DA. Dessa forma, o incentivo da prática de exercícios físicos, entre eles as danças circulares, tornam se fundamentais para uma melhor qualidade de vida desses cuidadores. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.