Efeito de Diferentes Tempos Musicais Sobre o Foco de Atenção em Mulheres Previamente Sedentárias

Por: Ketlin Adriana Tives Ribeiro.

61 páginas. 2015 18/12/2015

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo comparar o foco de atenção em mulheres previamente sedentárias sobre diferentes tempos musicais durante caminhada. Acredita-se que para que se possa obter o controle sobre a intensidade em que os exercícios físicos são realizados há que se dar maior atenção à forma como o mesmo é realizado. Para tanto, levou-se em consideração o comportamento da percepção subjetiva de esforço – PSE – durante os experimentos realizados sob a exposição à musica nos tempos rápido e médio e sob a condição sem música. Os experimentos foram realizados dentro dos critérios de segurança estabelecidos encontram-se em conformidade com as diretrizes propostas na Resolução 196/96, do Conselho Nacional de Saúde, para pesquisas envolvendo seres humanos (CNS 1996), sendo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Setor de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Paraná. Participaram dos experimentos 30 mulheres com idade variando entre 20 e 50 anos, com perfil de sobrepeso e/ou obesidade, previamente sedentárias. A análise de variância de um fator (ANOVA one-way) foi utilizada para comparar as características descritivas, antropométricas e fisiológicas. A anova de medidas repetidas foi utilizada para verificar o efeito do tempo na velocidade e %FCpico. Os resultados obtidos demonstram a validade da audição musical durante a prática de atividades físicas, pois, a música é capaz de dissociar o foco de atenção interna, pautado na sensação de desprazer, e leva-lo para um campo externo, diminuindo o desconforto e maximizando os resultados. 

Endereço: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/55790

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.