Efeito de Um Programa de Intervenção em Educação Física Escolar na Aptidão Física Relacionada à Saúde

Por: Bruna Góis Soares de Almeida.

123 páginas. 2016 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve como principal objetivo analisar o impacto de dois diferentes programas de intervenção em educação física escolar na aptidão física relacionada à saúde de escolares de uma escola municipal de Campo Bom-RS. Trata-se de uma pesquisa avaliativa de abordagem quantitativa, realizada com 44 adolescentes provenientes de duas turmas de 7° ano de uma escola municipal de Campo Bom-RS. As turmas foram alocadas em Grupo I e Grupo II por meio de sorteio, sendo Grupo I a turma que foi submetida ao programa de intervenção I (ênfase em atividades de formação corporal através de exercícios funcionais) e Grupo II a turma que foi submetida ao programa de intervenção II (ênfase na prática desportiva) durante um trimestre escolar. A aptidão física relacionada à saúde foi avaliada mediante uma bateria de testes, propostas pelo Projeto Esporte-Brasil, sendo: teste de sentar e alcançar - para avaliar a flexibilidade; teste máximo de repetições realizadas em um minuto - para avaliar a força/resistência abdominal e teste de corrida/caminhada de 6 minutos - para avaliar a resistência cardiorrespiratória. Para o tratamento dos dados foi realizada uma análise de cunho descritivo por meio de Medidas de Dimensão do Efeito com escalas nominais dicotômicas, sendo zona de risco e zona saudável da aptidão física relacionada à saúde, classificação realizada pelo Projeto Esporte Brasil. Os resultados indicaram que na análise estratificada por sexo, o programa de intervenção I causou maiores efeitos na força/resistência abdominal e na flexibilidade, nas meninas, e na força/resistência abdominal nos meninos, enquanto o programa de intervenção II, o efeito maior foi na resistência cardiorrespiratória, nos meninos, e na flexibilidade e na resistência cardiorrespiratória nas meninas. Na análise por grupos constatamos que as aulas com conteúdos de exercícios de formação corporal através de exercícios funcionais (programa de intervenção I) causaram maiores efeitos positivos nas variáveis de força/resistência abdominal e flexibilidade enquanto nas aulas com conteúdos esportivos (programa de intervenção II) os efeitos maiores foram verificados na variável capacidade cardiorrespiratória. A partir dos resultados encontrados, concluímos que houve efeitos positivos dos programas de intervenção nas variáveis da aptidão física relacionada à saúde, ainda que tenham sido pequenos. O programa de intervenção I causou maiores efeitos na flexibilidade e força/resistência abdominal e o programa de intervenção II causou um efeito maior na resistência cardiorrespiratória.  ...

Endereço: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/151261

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.