Efeito do Destreinamento de 3 Dias Sobre Parâmetros Aeróbio e Anaeróbio Após 5 Semanas de Treinamento de Natação em Ratos Wistar

Por: Bruno Henrique Ferreira Camargo, Claudio Alexandre Gobatto, Guilherme Pizzirani, Gustavo Gomes de Araújo e Patrícia Chimin.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo objetivou investigar o efeito do destreinamento de 3 dias sobre
parâmetros de performance aeróbia (Carga Crítica - Ccrit) e anaeróbia (capacidade
de trabalho anaeróbio - CTA) em ratos adultos da linhagem Wistar. Para isso foram
utilizados 38 animais adaptados individualmente ao meio líquido (32±1 ºC) por 4
dias, em tanque cilíndrico profundo, com carga de 2% do peso corporal (PC). Os
ratos foram divididos em 3 grupos: sedentário (GS=14), treinado (GT=11) e
destreinado (GD=13). Para determinação da Ccrit e CTA, os ratos realizaram esforços
aleatórios máximos nas intensidades de 9, 11, 13 e 15% do PC para identificação do
tempo limite de nado (Tlim) ao início e fim do período total de treinamento. A Ccrit
foi determinada através do intercepto-y pela linearização da hipérbole
(C=Ccrit+CTA.1/Tlim) e a CTA correspondeu ao coeficiente angular da reta. O
GS não realizou treinamento, porém foi submetido a 3 min de natação por 2dias/
semana com 2% PC. O GT treinou por um período de 5 semanas tendo a freqüência
de 6 dias/semana. O GD treinou 6 dias/semana durante 5 semanas e, posteriormente,
os animais simularam uma situação de destreinamento por 3 dias. O treinamento foi
realizado a 80% da Ccrit individual, sendo o volume dos GT e GD equivalente a 60
min/dia. Teste t-student (independente) foi utilizado para verificar os efeitos pré e
pós-treinamento e comparações finais do nível de treinamento entre os grupos. Os
resultados estão expressos em média ± desvio padrão. Foi observada diferença
significativa no valor da Ccrit (%PC) no GS (8,6±1,3 e 6,0±1,4), assim como no
GD, antes e após treinamento (8,0±01,0 e 5,7±1,5). O GT não apresentou diferença
significativa em relação a Ccrit (8,3±2,3 e 7,0±1,0), bem como os valores finais
entre os grupos não foram diferentes. Os valores de CTA (m.s) não mostraram
nenhuma diferença entre os grupos pré e pós-treinamento (GS=3,8±1,3 e 4,8±1,1;
GT=4,1±1,9 e 4,2±1,3; GD=4,4±2,0 e 4,6±1,0). Os valores de R2 não apresentaram
diferença entre os grupos, porém após o treino houve um melhor ajuste
(GS=0,77±0,21 e 0,86±0,19; GT=0,79±0,22 e 0,90±0,06; GD=0,74±0,25 e 0,90
±0,09). A partir dos resultados pode-se concluir que o destreinamento de apenas
três dias causa efeitos negativos sobre o parâmetro aeróbio, similares ao observado
em grupo sedentário. O parâmetro anaeróbio não foi alterado com a manipulação
de treinamento. Apoio financeiro: FAPESP (proc. 05/54820-2)

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/64_Anais_p277.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.