Efeito de Diferentes Métodos de Recuperação Sobre a Remoção de Lactato e Desempenho Anaeróbio de Futebolistas

Por: Claudia Regina Cavaglieri, Cleiton Augusto Libardi, Homero Gustavo Ferrari, Marcos Vinicius Strapasson, Ramon de Oliveira e Ricardo Alexandre Rodrigues Santa Cruz.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.6 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: O futebol é caracterizado como uma modalidade com intensidades elevadas, realizado de forma intermitente e com sequências aleatórias de fases de esforço e recuperação, dessa forma estratégias que possam de alguma forma minimizar a fadiga muscular, pode fornecer uma importante vantagem competitiva. 
OBJETIVO: O presente estudo teve como objetivo comparar diferentes tipos de métodos de recuperação sobre remoção de lactato (La-) sanguíneo e desempenho anaeróbio de futebolistas. 
MÉTODOS: A amostra foi composta por 23 atletas de futebol entre 16 e 17 anos do sexo masculino, divididos em três grupos: recuperação ativa (RA), passiva (RP) e com gelo (RG). Para a avaliação da capacidade aeróbia foi utilizada a velocidade crítica e para a indução da hiperlactacidemia e desempenho anaeróbio foi utilizando o teste de RAST, aplicado antes (T1) e após (T2) os intervalos de recuperação. As dosagens de La- sanguíneo ocorreram nos minutos dois, quatro, seis, oito e 10 durante a recuperação. A análise de variância ANOVA one-way foi utilizada para a comparação entre as variáveis de caracterização dos grupos. A ANOVA two-way foi realizada para a comparação entre os valores pico e mínimo de La- sanguíneo e o desempenho anaeróbio no T1 e T2 para as três condições de recuperação. 
RESULTADOS: Não foi verificada diferença significante entre T1 e T2 para a potência máxima e média em nenhum dos grupos estudados (p > 0,05). Foi verificada maior remoção do La- sanguíneo para a RA (47,62%), quando comparada a RG (16,9%; p = 0,001) e a RP (18,20%; p = 0,02). 
CONCLUSÃO: Pode-se concluir que a RA, RP e RG são eficazes para manutenção do desempenho anaeróbio de jogadores de futebol sub-17. A recuperação ativa se demonstrou mais eficiente para a remoção do La- sanguíneo quando comparada a RP e RG.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000600009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.