Efeito do Exercício com Banda Elástica Sobre a Lesão Muscular e as Respostas Inflamatórias em Atletas de Taekwondo

Por: Hemn Mohammadpour, Keivan Gadruni e Mohammad Gadruni.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.21 - n.4 - 2015

Send to Kindle


Resumo

introdução: As bandas elásticas oferecem resistência elástica (RE) variável em toda a amplitude de movimento, e sua incorporação aos movimentos de exercício tem sido utilizada para fins variáveis de treinamento de força e de reabilitação. Objetivo: Investigar o efeito de ciclos agudos de exercício progressivo com banda elástica sobre os danos e respostas inflamatórias dos músculos em atletas de Taekwondo ( TKD), em comparação com os indivíduos não treinados. Métodos: Catorze ( TKD, n=7 e não treinados, n=7) homens realizaram três conjuntos de exercício elástico com resistência progressiva. Foram coletadas amostras de sangue antes, imediatamente após e 24 horas depois do exercício. Procederam-se às seguintes análises: dor muscular de início tardio (DMIT ), atividade da creatina quinase (CK) e da lactato desidrogenase (LDH), contagem total de leucócitos, interleucina-6 e proteína C reativa (CRP). Resultados: Só a DMIT aumentou no grupo não treinado, mas a elevação desse parâmetro foi constatada em ambos os grupos ( TKD e não treinados) 24 horas depois do exercício (p < 0,05). A atividade da CK e da LDH aumentou significantemente nos dois grupos. Além disso, o grupo TKD só apresentou elevação da CK 24 horas depois do exercício (p < 0,05). As contagens totais de leucócitos circulantes aumentaram imediatamente nas experiências pós-exercício e caíram nas experiências às 24 horas em ambos os grupos (p < 0,05). A IL-6 sérica aumentou de imediato nos dois grupos e 24 horas depois dos exercícios, mas não se constatou diferença significante entre as experiências imediatas e depois de 24 horas no grupo TKD. Além disso, a CRP aumentou apenas 24 horas após o exercício nos dois grupos (p < 0.05). Conclusão: O exercício progressivo com banda elástica induziu danos musculares e inflamação nos atletas de TKD, tendo porém, alterações menores em comparação com o grupo não treinado e com outras formas de exercício.
 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922016000200097&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.