Efeito do Feedback Extrínseco no Desempenho da Manchete no Voleibol: Um Estudo Cruzado

Por: Heloiana K. Campos Faro, Marília Padilha Martins Tavares e Mayra Nascimento de Lima.

Arquivos de Ciências do Esporte - v.7 - n.4 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Verificar o efeito do feedback extrínseco na aprendizagem da manchete no voleibol. Métodos: Participaram do estudo 20 adolescentes (idade: 13,95 ± 1,53) de duas escolinhas de voleibol. Foi utilizado o Teste 2 da Bateria de Teste de Habilidade Motoras em Voleibol da Universidade do Estado da Carolina do Norte, analisando apenas o item precisão, através de escores. A avaliações foram realizadas em dois dias distintos, com ou sem feedback, de forma aleatória. O test t studant foi utilizado para realizar a comparação entre as condições. Foram adotado com valor de significância p < 0,05. Resultados: Na condição com feedback os alunos apresentaram escores significativamente maiores quando comparados a condição sem feedback (25,9 ± 4,12 vs. 18 ± 4,88 U.A.; p < 0,001). Conclusão: Conclui-se que o feedback extrínseco pode contribuir na aprendizagem e desempenho técnico no voleibol, podendo tornar as aulas ou treinos mais eficientes.

Referências

Tani G. Significado, detecçäo e correçäo do erro de performance no processo ensino-aprendizagem de habilidades motoras. Rev Bras Ciência Mov. 1989;3(4):50–8.

Ugrinowitsch H, Benda RN. Contribuições da aprendizagem motora: a prática na intervenção em educação física. Rev Bras Educ Física e Esporte. 2011;25(spe):25–35.

Reis CAM. Análise dos fatores determinantes para o abandono de adolescentes no futsal. Rev Bras Futsal e Futeb. 2014;6(19):191–4.

Katzer JI, Schild JFG, Meira Junior C de M, Corazza ST, Chiviacowsky S. Conhecimento de performance com base no Teste do Desempenho Motor do Nado Crawl, na aprendizagem do nado crawl. Rev Bras Ciencias do Esporte. 2015;37(3):245–50.

Schmidt RJ, Wrisberg CA. Aprendizagem e performance motora: uma abordagem da aprendizagem baseada no problema. 4a. Porto Alegre: Artmed; 2009.

Figueiredo LS, Ugrinowitsch H, Freire AB, Shea JB, Benda RN. External Control of Knowledge of Results: Learner Involvement Enhances Motor Skill Transfer. Percept Mot Skills. 2018;125(2):400–16.

Malta LHR, Pagliarini ATR, Florentino JAA, Toigo AM. O efeito da frequência de feedback extrínseco do tipo conhecimento de resultado na aprendizagem do fundamento de finalização no futsal. Rev Interdiscip Promoção da Saúde. 2019;2(1).

Ugrinowitsch H, Tertuliano IW, Coca AA, Pereira FA dos S, Gimenez R. Frequência de feedback como um fator de incerteza no processo adaptativo em aprendizagem motora. Rev Bras Ciência e Mov. 2003;11(2):41–8.

Magill RA. Aprendizagem motora:conceitos e aplicações. 1a. São Paulo: Edgard Blücher; 2011.

Corrêa UC, Martel V da SA, Barros JA de C, Walter C. Efeitos da freqüência de conhecimento de performance na aprendizagem de habilidades motoras. Rev Bras Educ Física e Esporte. 2005;19(2):127–41.

Bojikian JCM. Ensinando Voleibol. 2a. São Paulo: Editora Forte; 2003.

Eom HJ, Schutz RW. Statistical analyses of volleyball team performance. Res Q Exerc Sport. 1992;63(1):11–8.

Ramos MHKP, Nascimento JV do, Donegá AL, Novaes AJ, Souza RR de, Silva TJ, et al. Estrutura interna das ações de levantamento das equipes finalistas da superliga masculina de voleibol. Rev Bras Ciência Mov. 2004;12(4):33–7.

Ripka WL, Mascarenhas LPG, Hreczuck DV, Luz TGR da, Afonso CA. Estudo comparativo da performance motora entre crianças praticantes e não - praticantes de minivoleibol. Fit Perform J. 2009;8(6):412–6.

Pereira HJB, Gama DRN da. Caracterização das atitudes de discentes deo Enino Médio do município de Parintins em relação à Educação Física escolar. Cad Pesqui. 2018;25(2):169–86.

Tertuliano IW, Ugrinowitsch AAC, Ugrinowitsch H, Corrêa UC. Efeitos da frequência de feedback na aprendizagem do saque do voleibol. Rev Port Ciências do Desporto. 2007;2007(3):328–35.

Bartlett J, Smith L, Davis K, Peel J, Bartlett J, Kathy L. Development of a valid volleyball skills test battery. J Phys Educ Recreat Danc. 1991;(June 2013).

Tritschler KA. Medida e avaliação em educação física e esportes de Barrow & MCgee. 1a. Barueri: Manole; 2003.

Teixeira LA. Estágios de aprendizagem motora e o processo de interação professor-aluno. Kinesis. 1990;6(2):23–42.

Rosado A, Virtuoso L, Mesquita I. Relação entre as competências de diagnóstico de erros das habilidades técnicas e a prescrição pedagógica no voleibol. Rev Bras Educ Física e Esporte. 2004;18(2):151–7.

Aleixo IMS., Vieira MM. Análise do Feedback na instrução do treinador no ensino da Ginástica Artística. Motricidade. 2012;8(S2):849–59.

Perkins-Ceccato N, Passmore SR, Lee TD. Effects of focus of attention depend on golfers’ skill. J Sports Sci. 2003;21(8):593–600.

Mesquita I, Rosado A, Januário N, Barroja E. Athlete’s retention of a coach’s instruction before a judo competition. J Sport Sci Med. 2008;7(3):402–7.

Rosado A, Mesquita I, Breia E, Januário N. Athlete’s Retention of Coach’s Instruction on Task Presentation and Feedback. Int J Perform Anal Sport. 2008;8(1):19–30.

Kangalgil M, Özgül F. Use of feedback in physical education and sports lessons for student point of view. Univers J Educ Res. 2018;6(6):1235–42.

Endereço: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/aces/article/view/4393

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.