Efeito do Lúdico na Melhora de Habilidades Motoras em Futebolistas de 12 a 16 Anos

Por: Ana Carla Gomes Canário de Araújo, Leonardo Ferreira Silva e Paulo Francisco Almeida.

Lecturas en Educación Física y Deportes - v.23 - n.246 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Na prática desportiva diversas correntes pedagógicas são utilizadas afim de definir um modelo ideal de ensino-aprendizagem e dentre essas, surge o lúdico como estratégia de treinamento sem a necessidade de cobranças ou padrões pré-estabelecidos. Objetivo: Avaliar o efeito agudo da ludicidade inserida no processo de ensino aprendizagem sobre a eficiência do desempenho de agilidade e velocidade em crianças e adolescentes praticantes de futebol. Métodos: Trata-se de um estudo descrito transversal, composta por 20 crianças e adolescentes do sexo masculino, com idade entre 12 a 16 anos. Os indivíduos foram divididos em dois grupos o GI (lúdico) e GII (não lúdico), submetidos ao teste de Sprint de 20 metros que aferi a velocidade e o teste do quadrado a agilidade, sendo que o GI realizou atividades lúdicas durante todo o processo de aplicação dos testes e o GII fez um momento de aquecimento e imediatamente iniciou a bateria dos testes, sem qualquer intervenção lúdica. Resultados: O grupo GI obteve uma média de 4,94 ± 0,99 no teste de agilidade enquanto o grupo GII apresentou a média de 5,74 ± 0,29. O efeito positivo da ludicidade também se confirmou no teste de velocidade onde o grupo GI realizou o teste com o tempo médio de 3,34 ± 0,34 e o GII de 3,73 ± 0,25. Conclusão: Os praticantes de futebol que realizaram atividades lúdicas, obtiveram um desempenho melhor das variáveis agilidade e velocidade quando comparados aos que não realizaram as atividades lúdicas.

Endereço: https://www.efdeportes.com/index.php/EFDeportes/article/view/648

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.