Efeito do Treinamento com Videogames Ativos nas Dimensões Morfológica e Funcional: Estudo Clínico Randomizado

Por: Raphael Jose Perrier Melo.

2015 06/03/2015

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi de analisar o nível de aptidão física relacionada à saúde de adultos jovens após 6 semanas de intervenção com videogames ativos (VGAs). Trata-se de um estudo clínico controlado randomizado, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade de Pernambuco (protocolo nº 858.209). 20 sujeitos do gênero masculino, foram divididos homogeneamente em três grupos: Grupo controle – GC (n=7; 20,6 ± 2,8 anos), Grupo Experimental Training -GET (n=6; 20,2 ± 2,1 anos) e Grupo Experimental Boxe GEB (n=7; 19,1 ± 1,2 anos). O programa de treinamento com VGAs foi realizado durante 6 semanas, com 3 sessões semanais. Semanalmente os grupos realizaram as medidas antropométricas, da composição corporal, os testes neuromotores e metabólicos. Comparação entre os momentos pré e pós intervenção foram testados pelo teste t student pareado. Caso apresentasse diferença significante, foi empregado o teste de medidas repetidas ANOVA com o post hoc de Bonferroni, para identificar o momento exato que houve a diferença significante. Adotou-se o valor significante de p<0,05. Observou-se aumento significativo no percentual de gordura (p<0,05) e massa gorda (p<0,01) apenas no GEB. Os valores referentes as avaliações neuromotoras indicaram melhoras significativas nos testes de apoio de frente (GET p<0,03; p<0,02), flexibilidade (GEB p<0,03; p<0,04 e GET p<0,02; p<0,01) e preensão manual (GEB p<0,05). Conclui-se que após 6 semanas de treinamento com VGAs, os dois grupos experimentais apresentaram manutenção na massa magra e aumento no nível de aptidão física.

Endereço: http://w2.portais.atrio.scire.net.br/upe-papgef/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.