Efeito da Forma, Tamanho e Textura de Objetos na Habilidade Manipulativa de Crianças com Síndrome de Down

Por: Débora Alonso de Lima, Inara Marques e Vanessa Mota Andrade-de Castro.

Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte - v.13 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar a influência de restrições na organização de uma tarefa manipulativa, em crianças com síndrome de Down. Seis crianças entre 12 e 18 meses de idade realizaram tarefas manipulativas, envolvendo a preensão de objetos de diferentes formas, tamanhos e texturas. Os padrões de preensão foram classificados em padrão de preensão palmar e digital (NAPIER, 1956). Os resultados apontaram para uma predominância do padrão digital na manipulação de objetos menores, de padrão palmar, na manipulação de objetos de tamanho mediano, e destacaram grandes dificuldades em manusear os objetos maiores, especialmente os cubos de madeira. Pode-se concluir que as crianças com síndrome de Down organizaram seu comportamento manipulativo em função das restrições impostas pela tarefa, adaptando o tipo de preensão aos diferentes objetos.

Endereço: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/remef/article/view/4640/4989

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.